Tony Fernandes quer veículos de passeio Caterham

Tony Fernandes quer veículos de passeio Caterham

caterham_4
A marca Caterham é uma das mais faladas no mundo dos automóveis. Além da equipe de Fórmula 1 e de seus modelos esportivos que relembram os carros do final da década de 50, a marca do milionário malaio Tony Fernandes planeja voos mais altas: quer expandir a marca através de joint ventures com marcas já estabelecidas. A Caterham ganha acesso aos motores de que precisa e as marcas maiores recebem uma equipa de engenharia muito experiente relativamente barata.
A ideia não é nova já que a marca malaia tem um acordo operacional com a francesa Renault que deu origem ao relançamento da Alpine. Esse acordo dita que os franceses fornecem os motores enquanto que a Caterham é a responsável pelo chassis e ambas as marcas são acionistas da fábrica de Dieppe, França.
caterham_1
O próximo passo para Fernandes será a avaliação de outras marcas que almejam trabalhar com ele. O sonho do malaio é modesto: deseja criar um SUV ou umveículo de rua (um compacto para mercados emergentes).
“Tem que ser através de joint ventures. Quando começamos a AirAsia não podíamos nos dar ao luxo de comprar aviões, tivemos que alugar. A joint venture no mercado de automóveis é igual: vamos compartilhar plataformas e utilizar as fábricas existentes”, explicou Fernandes.
Os futuros modelos não serão apenas veículos de outras marcas com o símbolo da Caterham. Fernandes tenciona remodelar os veículos para dar-lhes uma identidade distinta. “Queremos mantê-los acessíveis, mas como uma pequena marca não o podemos fazer tudo sozinhos”, concluiu.
 

Sem Comentários

Insira um Comentário