Começou a guerra na F1: MercedesGP "furta" engenheiros da Red Bull

Começou a guerra na F1: MercedesGP "furta" engenheiros da Red Bull

Deconstucted_Mercedes_F1_car_at_MB_World,_Brooklands_-_Flickr_-_Supermac1961
A guerra começou na F1.  E promete capítulos mais quentes. A MercedesGP  anunciou a contratação de dois engenheiros da Red Bull Racing: Mark Ellis  e Giles Wood que serão os responsáveis pelos desenvolvimento aerodinâmico dos novos carros alemães. Ellis será diretor de performance, Wood assumirá o cargo de engenheiro-chefe de simulação e desenvolvimento. Com os dois novos engenheiros, a Mercedes espera “fortalecer a organização técnica da equipe”.
Hamilton-Mercedes-Pirelli-tire
Estas não são as primeiras perdas da Red Bull para a próxima temporada. No início do mês, a Williams anunciou a contratação do engenheiro Shaun Whitehead. Em outubro, foi a McLaren que anunciou Peter Prodromou, braço direito de Adrian Newey no desenvolvimento dos últimos carros da Red Bull.
A MercedesGP também sofreu algumas mudanças. A maior de todas foi a saída de Ross Brawn, que deixou o cargo de chefe de equipe que será substituído por uma dupla formada por Toto Wolff e Paddy Lowe, com aspetos distintos para cada um.
00083060-642
Wolff, que chegou à MercedesGP vindo da Williams, será o responsável pelas decisões comerciais, enquanto Paddy Lowe, contratado à McLaren, será o responsável pelo dia-a-dia da equipe. Pergunto: será que teremos um campeonato mais competitivo com tais mudanças dos homens de desenvolvimento?

Sem Comentários

Insira um Comentário