Novidade: andamos no surpreendente chinês Geely EC7 GS

Novidade: andamos no surpreendente chinês Geely EC7 GS

OLPgeely_1
Quando os carros provenientes da China desembarcaram aqui no Brasil, uma certa desconfiança do consumidor brasileiro pairava no ar. Marcas e marcas chegavam com preços extremamente convidativos. Mas, e a qualidade? O valor da revenda? A depreciação do produto? Estas dúvidas eram frequentes no início das importações.
geely_bx_detalhe_1
Mas o tempo passou, algumas delas anunciaram as suas fábricas aqui no Brasil e outras começaram a chegar provando realmente a qualidades destes veículos. A Geely, marca que é dona da sueca Volvo e da inglesa Manganese Bronze (aquelas dos taxis pretos quadradinhos ingleses), é um claro exemplo da nova geração dos carros chineses. E, para marcar sua chegada por aqui, apresentou o sedã EC7 GS, um veículo realmente surpreendente e que marca a estreia da Geely Auto no mercado brasileiro, marca representada pela Geely Motors do Brasil, do Grupo Gandini.
geely_bx_detalhe_5
O Geely EC7 é um sedã ,digamos, clássico e design “clean”. Segundo a marca, é o modelo mais vendido da categoria entre as montadoras independentes na China – a Geely é uma delas, pois não tem participação acionária do governo chinês – com 190 mil unidades comercializadas em 2013, com 180 mil unidades vendidas. No futuro próximo, no entanto, quando estiver “dividindo” a mesma arquitetura modular com o Volvo V40, a expectativa da Geely Auto é alcançar posição mercadológica doméstica e internacional ainda mais expressiva com o EC7.
geely_bx_detalhe_4
O EC7 GS que será comercializado aqui é equipado com motor produzido pela própria Geely Auto de 1.8 litro, quatro cilindros, 16 válvulas, 130cv de potência, movido à gasolina, com torque máximo de 16,9 kgm a 4.400 rpm, capaz de leva-lo aos 100 km/h em 12 segundos e com velocidade máxima de 185 km/h. O câmbio é manual de cinco velocidades e conta freios a discos ventilados, equipado com  sistemas ABS e EBD.
geely_bx_motor
As dimensões do Geely EC7 GS são, digamos compactas: respectivamente de 4.635 mm (comprimento), 1.789 mm (largura), 1.470 mm (altura) distância entre-eixos de 2.650 mm. O que chama atenção no modelo é sua capacidade do porta-malas: 670 litros, tornando-o extremamente espaçoso. O tanque de combustível tem capacidade de 50 litros.
OLPgeely_3
Os features do “trem de força” e o sistema construtivo da plataforma e da carroceria, aliados aos itens de segurança como barras de proteção contra impactos laterais, duplo airbag, cintos de três pontos em todos os assentos, sistema de fixação de cadeiras para crianças (Isofix), entre outros, asseguraram, em 2011, quatro estrelas no crash-test da Euro NCAP.
OLPgeely_4
O Gelly EC7 GS é completo: conta com ar condicionado com controle eletrônico, direção hidráulica, coluna de direção com regulagem de altura, computador de bordo (funções de autonomia, velocidade média e odômetro parcial), destravamento do porta-malas, travas elétricas nas quatro portas, radio CD com entrada USB, bancos revestidos em couros e vários porta trecos. As rodas são de liga leve de diâmetro de 16 polegadas e pneus 215/55.
geely_bx_painel
Durante a apresentação do modelo, percorremos cerca de 200 quilômetros com o Geely EC7 GS e pudemos comprovar que ele é surpreendente. Rodar macio e silencioso, com o carro sempre a mão, não apresentou nenhum ruído interno. Mesmo com ar condicionado ligado, a potência do motor não caiu. Os freios funcionaram muito bem quando solicitados. Enfim, realmente um veículo surpreendente.
OLPgeely_2
Com o EC7 GS, a Geely pretende abocanhar o mercado brasileiro dos sedãs médios, o que mais cresce no mercado, que tem Honda Civic e Toyota Corolla como campeões de venda, além dos Fiat Linea, Chevrolet Cobalt, Renault Fluence e Volkswagen Polo Sedan, além do também chinês JAC J5. Infelizmente, o EC7 GS, neste primeiro momento, virá com câmbio mecânico e não com automático – tipo CVT – que está previsto para chegar apenas no final do ano. Na metade do ano, a promessa é a versão flex do motor. A marca pretende, até o final do ano, comercializar cerca de 3,5 mil unidades.
geely_bx_10
Neste primeiro momento, o Geely EC7 GS será produzido no sistema de CKD na fábrica da montadora chinesa do Uruguai, e estará disponível nas cores preto e branco sólidos e metálicos prata, cinza e azul. Garantia de três anos ou 100.000 km, prevalecendo o que primeiro ocorrer contra defeitos de materiais e/ou de fabricação de peças. O preço, segundo a Geely Motors do Brasil,estará na casa dos R$ 50 mil.

Fotos: Oswaldo Luiz Palermo

 
 
 
 

Sem Comentários

Insira um Comentário