Avaliação: Strada Adventure, brinquedo de gente grande

Avaliação: Strada Adventure, brinquedo de gente grande

Strada01
Passados quatro meses desde seu lançamento oficial, a versão três portas da Fiat Strada 2014 ainda chama a atenção e atrai olhares curiosos por onde passa, ou para, mais precisamente. “É essa aquela de três portas”, perguntou espantado um frentista logo no primeiro posto em abastecemos, e assim que abrimos as portas do lado do passageiro veio a exclamação: “Nossa, como ficou espaçoso aí dentro”. Na verdade o espaço não mudou em relação ao modelo anterior, apesar da descrença do rapaz ao ouvir essa informação, mas a solução encontrada pela Fiat da porta reversa, ou suicida como alguns gostam de chamar, trouxe ao líder do segmento de utilitários no Brasil maior praticidade no acesso aos bancos traseiros do automóvel, além de ser uma solução que beira a diversão para quem a utiliza.
Strada02
O Super TopMotor testou o modelo Adventure em uma viagem de pouco mais de 600 quilômetros, no trajeto de ida e volta entre as cidades de São Paulo e Paraty, no Rio de Janeiro. Partindo em um final de tarde chuvoso na capital paulista, levamos mais de uma hora até finalmente conseguirmos sentir a força do motor 1.8, de 16 válvulas e 132 cavalos (com etanol). E foi nessa primeira etapa que percebemos um dos pontos críticos do modelo. Se a visibilidade traseira geralmente não é muito boa entre utilitários, principalmente por causa do vidro vigia em 90o que distorce a imagem e reflete os faróis dos outros carros, os oito centímetros que a versão ganhou na altura de sua caçamba dificultaram ainda mais a visão do motorista.
Strada04
Em uma simples manobra de ré, alguns veículos menores praticamente somem atrás da nova Strada, e um sensor de ré até que não cairia mal ao modelo. Mas para ajudar nesta tarefa, os retrovisores externos maiores e em formato hexagonal oferecem uma excelente visão ao motorista, enquanto o central, ainda que pequeno, possui um sensor automático que reconhece a incidência de luz traseira e escurece o espelho, diminuindo assim os reflexos dos faróis atrás do veículo.
Strada06
Ainda com chuva, mas desta vez com pista livre, o carro se mostrou bastante estável em velocidades mais altas. Ponto negativo apenas para a briga que você tem que travar com o limpador de para-brisa quando ligado na opção de detector de chuva por sensor. O equipamento dispara muitas vezes com pouca chuva, e em outros momentos demora demais para retirar a água que se acumula no vidro. O dispositivo também emite um bip sonoro sempre que ativa o limpador e que aos poucos vai irritando motoristas e passageiros. Se você optar pela opção manual, terá que se acostumar com velocidades mais elevadas do dispositivo, já que não existe velocidade mais lenta para pouca chuva, mas ainda assim, é a melhor opção.
Strada07
Nos cerca de 130 quilômetros pelas rodovias Ayrton Senna e Carvalho Pinto, estrada que em sua maioria é composta por três faixas em cada sentido e limite de 120 km/h, o modelo se mostrou bastante confortável e com um excelente desempenho, apesar de pouco exigido. Mais pra frente, já na Rodovia Oswaldo Cruz, estrada que liga Taubaté a Ubatuba e possui um dos trechos de serra mais sinuosos do país, pudemos finalmente sentir o veículo em condições mais extremas. Com um longo trecho repleto de curvas fechadas e poucos pontos de ultrapassagem, o desempenho do veículo agradou (e muito). A potência do motor garantiu, sempre que exigida, rapidez nas retomadas e força para realizar ultrapassagens no menor espaço e tempo possível.
Strada08
O comportamento dos freios ABS também é digno de elogio e as relações entre as marchas proporcionam prazer ao dirigir. Outro aspecto positivo é a posição de direção, que agrada tanto homens quanto mulheres. O automóvel possui regulagem de altura no banco e no volante, o que facilita para encontrar a melhor posição de direção. Em viagens mais longas o modelo também se mostrou confortável para motorista e passageiro, desde que esse, é claro, não esteja ocupando o banco traseiro, aonde o espaço limitado para pernas e o banco extremamente vertical é até aceitável em curtos trajetos, mas impensável em maiores distâncias. Mas afinal, se fosse para oferecer conforto no banco de trás, você comprava o Corolla ou um Civic, não é mesmo?
No retorno para São Paulo, mesmo com pista molhada e trânsito no trecho de serra, que exigia a todo o momento a parada total do veículo, as retomadas eram tranquilas e sem derrapagens, inclusive em trechos mais íngremes em que alguns carros com boa motorização patinavam com certa frequência.
Internamente o modelo também agrada, apesar de que para um carro de pouco mais de R$ 54 mil, uma renovada nos acessórios e a inclusão de mais tecnologia no habitáculo não seria exigir demais. Os bancos e o volante em couro com comando de rádio dão um excelente visual ao carro, e o computador de bordo segue integrado ao cluster trazendo números de consumo (médio e instantâneo), autonomia, distância percorrida, tempo de viagem e velocidade média. Chega a ser lúdico para o motorista que quer economizar combustível e não sabe onde está exagerando.
Fiat-Strada-Adventure-2014-picape-flex-interior-painel-Brasil
Em linhas gerais, a Strada Adventure é um carro que agrada aos olhos e em seu desempenho, seja em ambientes urbanos, estradas, ou em seu habitat natural, o “adventure”. Para quem gosta dos utilitários, mas sempre pensa duas vezes antes de comprar um por não poder dar carona para uma terceira ou quarta pessoa, o modelo é uma ótima solução. Apesar do pouco espaço no banco traseiro, ainda assim é possível acomodar com razoável conforto pessoas de até 1,80 metros na parte de trás do passageiro. Na do motorista o desafio é um pouco maior dependendo da altura de quem estiver atrás do volante.
Strada10
Se você nunca teve ou dirigiu um utilitário antes, um teste-drive é fundamental antes de pensar em adquiri-lo. Acredite, ele é maior do que parece e manobrar um brinquedinho destes dá mais trabalho do que você imagina. O consumo também pode assustar, já que o desempenho na cidade atinge em média 5km/l no etanol, e em dias de trânsito, chega a beirar os 4 km/l. Na estrada o desempenho melhora significantemente, indo para a casa de 10 km/l. Agora se você está ciente de todos esses aspectos, e se encantou pelo modelo três portas da Strada Adventure, não precisa nem contar até três, como em seu comercial de lançamento, porque você certamente irá curtir este carro.

Texto e fotos: Fernando Soares, especial para Super TopMotor

 
 

Sem Comentários

Insira um Comentário