Honda inaugura novo Centro de Pesquisa & Desenvolvimento no Brasil

Honda inaugura novo Centro de Pesquisa & Desenvolvimento no Brasil

LI7A9281 FACHADA P&D
A Honda Automóveis do Brasil (HAB) inaugurou hoje, dia 27 de fevereiro, na planta de Sumaré, SP, seu novo Centro de Pesquisa & Desenvolvimento. Com investimentos na ordem de R$100 milhões, a unidade tem como objetivo viabilizar o desenvolvimento de modelos que atendam às demandas específicas do mercado brasileiro, além de aumentar o índice de nacionalização de componentes e tecnologias. O espaço inicia suas operações com aproximadamente 300 colaboradores que atuarão nas áreas de Engenharia, Compras Pesquisa & Desenvolvimento.

Vista área da fábrica de Sumaré da Honda

Vista área da fábrica de Sumaré da Honda


Desde 2008, quando iniciou a produção de motores no Brasil, a empresa já dispunha de laboratórios para testes de motor nas dependências da fábrica de Sumaré. Na ampliação, um novo laboratório foi construído e equipado com dois dinamômetros de chassis e sistema de emissões de poluentes. Os equipamentos contribuirão para o desenvolvimento de componentes e sistemas de motor e transmissão, além da realização de testes de durabilidade, medição de emissões e consumo.
Outras estruturas e equipamentos, como o sistema de medição tridimensional, que contribui para o desenvolvimento de componentes do exterior e interior do veículo, e o laboratório de materiais, que permite validação de matérias-primas e componentes locais, fazem do novo P&D da Honda Automóveis um dos principais centros de desenvolvimento de produtos Honda fora do eixo Japão/Estados Unidos.
Análise dimensional faz parte dos laboratórios de Sumaré

Análise dimensional faz parte dos laboratórios de Sumaré


A nova unidade está alinhada à estratégia global da marca de promover o desenvolvimento simultâneo entre as diversas regiões do mundo para oferecer aos consumidores produtos globais, com diferenciais locais.
Assim como já ocorreu com o Civic 2.0 FlexOne, o Fit Twist e o City Sport, novos modelos que estrearão no mercado brasileiro em breve, como os novos Fit e City, além do SUV compacto, contarão com ainda mais diferenciais em motorização, suspensão e novas tecnologias para o mercado brasileiro propostas e desenvolvidas pelo Centro de P&D de Sumaré.
Entrada dos laboratórios de emissões

Entrada dos laboratórios de emissões


“A decisão de reforçar nossa capacidade de P&D reflete o nosso compromisso em oferecer produtos que atendam as expectativas do consumidor brasileiro. Nosso objetivo é aumentar o índice de nacionalização dos componentes nos próximos dois anos e desenvolver novas versões e modelos específicos para nosso mercado”, explica Luiz Gazzola, gerente geral de Pesquisa e Desenvolvimento da HAB.
A Honda está apostando na readequação dos seus negócios no Brasil para acelerar o processo de desenvolvimento, produção e comercialização de novos produtos, com preços mais competitivos para o consumidor brasileiro. A Honda Automóveis do Brasil Ltda. (HAB) anunciou no ano passado a construção de uma nova fábrica de automóveis na cidade de Itirapina, no interior do Estado de São Paulo, com capacidade para produção de 120 mil carros por ano. O início das operações da nova planta está previsto para 2015.
Em 2013, a empresa fez outros anúncios importantes. Com o objetivo de acelerar os processos de tomada de decisão e, com isso, ganhar em agilidade e competitividade, a Honda South America (HSA) decidiu concentrar em um único local, nas dependências da fábrica de Sumaré, o board da companhia e todas as áreas que fazem parte dos negócios da Honda Automóveis do Brasil. Baseado no conceito global de ‘one floor’, já utilizado na matriz japonesa, o projeto prevê maior proximidade das áreas administrativas e de operação industrial.
Além disso, a Honda anunciou a construção de um parque eólico na cidade de Xangri-lá, no Rio Grande do Sul, que irá suprir toda a demanda de energia elétrica de sua primeira fábrica de automóveis. A iniciativa, inédita entre as fabricantes de carros presentes no País, também contará com investimento inicial de R$100 milhões. Para a operação do parque, que iniciará as operações em setembro de 2014, foi criada a Honda Energy do Brasil Ltda.
 

Sem Comentários

Insira um Comentário