Fórmula 1: "GP da Austrália vai ser uma corrida de táxis", diz Montezemolo

Fórmula 1: "GP da Austrália vai ser uma corrida de táxis", diz Montezemolo

1301162218d2229fca0586ecb4
 
Luca di Montezemolo, presidente da Ferrari, está uma fera com o momento atual que na Fórmula 1 vive. Ele não para de criticar as novas regras impostas para a categoria.  Agora, suas preocupações estão ligadas como o com o consumo de combustível e o desgaste dos pneus.
Só para lembrar das novas regras da F1: novo limite de combustível de apenas 100 kg traz a preouipação de que muitos carros não completem as provas por falta do mesmo. Montezemolo que esta situação, juntamente com a constante necessidade de gerir o desgaste dos pneus, vai acabar por retirar espetáculo e emoção à Fórmula 1. “Não gosto deste tipo de pilotagem que é semelhante a de um táxi”, bradou o homem forte da Scuderia Ferrari. “O que não gosto é esta complexidade na interpretação da prova, tanto do ponto de vista dos pilotos como dos público”.
“Até aqui a grande preocupação era com o desgaste dos pneus. Balela! Era enganador ver um piloto na frente, até perceber que não podia considerá-lo realmente líder, porque ele teria, obrigatoriamente, de trocar de pneus. Era difícil interpretar totalmente uma corrida”, criticou Montezemolo. “Agora, além de tudo isto, é ainda preciso adicionar o consumo de combustível e a gestão de uma corrida com uma quantidade limitada de combustível. Eu prefiro o tipo de F1 onde o objetivo é andar sempre no limite”, acrescentou.

Sem Comentários

Insira um Comentário