BorgWarner do Brasil conquista certificação Green Building

BorgWarner do Brasil conquista certificação Green Building

BorgWarner
A BorgWarner, empresa líder no segmento de tecnologia e aplicações para powertrain e drivetrain de veículos de passeio, conquista o título de primeira indústria de autopeças no Brasil a receber o certificado LEED®, da sigla em inglês “Leadership in Energy and Environmental Design”, ou Liderança em Energia e Design Ambiental. Criado pelo Green Building Council Institute, a certificação LEED® foi criada com o objetivo de transformar o setor de construção em algo sustentável. A novidade representa o resultado de um árduo trabalho da equipe da companhia, que precisou se atentar a diversos detalhes para que conseguisse se adequar aos exigentes padrões do selo, passando por avaliações severas e ajustes de estrutura e cultura organizacional.
Além de todas as dificuldades, o fato traz duas curiosidades interessantes: a BorgWarner é primeira empresa a submeter um projeto multibuilding (vários prédios num mesmo local) e a primeira empresa a submeter os projetos em português. Tradicionalmente todos os documentos eram submetidos em inglês, porém a USGBCI, entidade responsável pela avaliação, contratou uma equipe com fluência no idioma nacional para analisar os projetos brasileiros.
GBCI
De acordo com Arnaldo Iezzi Jr, diretor geral da BorgWarner, ao seguir esses novos conceitos dentro da unidade fabril, a BorgWarner tornou possível uma economia de 43% no uso de água das torneiras, 50% de água para jardinagem e 50% de economia no uso de água nos sanitários, por exemplo. “Isso tudo casa perfeitamente com o discurso da BorgWarner em relação às questões ambientais, uma vez que os produtos fornecidos pela fabricante possibilitam a redução do uso de combustível, e consequentemente, da emissão de poluentes, ocasionado pelo downsizing, explica o executivo.
Iezzi comenta ainda que esses resultados foram conquistados com a adoção de sistemas diferenciados de torneiras, com fluxo menor, capazes de economizar recursos, assim como sistemas de ar condicionado que poluem menos, a adoção de métodos de reciclagem e um mecanismo de iluminação natural, que permite uma economia de até 97% de energia elétrica em áreas de uso comum, como o refeitório, por exemplo.
“Para a BorgWarner obter um selo com esse peso e muito importante, não só por buscar a conscientização de melhores práticas em ambiente interno para seus colaboradores, mas também permitir o início de uma reação em cadeia. A partir da adoção de novos comportamentos dentro do ambiente de trabalho, os colaboradores transmitem os conhecimentos para seus familiares e amigos, que os aplicam em suas casas. Assim a economia de água, a coleta seletiva de lixo e a economia de energia elétrica tornam-se parte uma prática comum entre a comunidade”, define o diretor.
Ao todo foram R$ 70 milhões investidos na planta projetada para compor 18.000m² de área construída, ante os 10.074,86m² da unidade anterior, visando a fabricação de turbos para veículos comerciais, incluindo pesados, pick-ups e vans, turbos para carro de passeio, ventiladores e embreagens viscosas e sistema de acionamento por corrente.
A empresa conta ainda com a certificação ISO 14001, além do aval de instituições como a Cetesb, IBAMA e DAEE, voltada à regulamentação ambiental para o funcionamento de empresas e demais organizações.

Sem Comentários

Insira um Comentário