Raikkonen acusado de falta de motivação na Ferrari

Raikkonen acusado de falta de motivação na Ferrari

scuderiaferrarimarlboro20111
O pau tá comendo solto na Ferrari. Domecalli foi embora, o carro que não presta, pilotos lá atrás, enfim, a crise se instalou mesmo na Scuderia. Ago chegou a vez do “homem de gélido pé de cana” Kimi Raikkonen negar a falta de motivação para os maus resultados desde sua volta  à Ferrari. O piloto finlandês “pé de cana” tem deixado muito a desejar na volta a equipe italiana.
“Não sei por que insistem em dizer isso”, questionou Raikkonen. “Se não estivesse motivado, não estaria aqui, e definitivamente não estava respondendo estas acusações. Já tenho experiência suficiente para saber que por vezes as coisas não correm bem”, afirmou.

"E daí?", fala Raikkonen

“E daí?”, fala Raikkonen


A diferença de desempenho para o espanhol “casca grossa” Fernando  Alonso é evidente. Em quatro provas, o “casca grossa”  levou a melhor em todas: quarto e sétimo na Austrália, quarto e 12.º na Malásia, nono e décimo no Bahrein, e terceiro e sétimo na China.
"Casca Grossa" e "Pé de cana": os caras não falam a mesma lingua

“Casca Grossa” e “Pé de cana”: os caras não falam a mesma lingua


Raikkonen, que utilizou no GP da China um chassis diferente, acredita que o problema para os maus resultados “estão relacionados com uma combinação entre características dos pneus, circuito e o meu estilo de pilotar”. O “pé de cana”  finlandês alerta, no entanto, que “mudar o estilo não é algo que se consegue da noite para o dia”. E a vida segue até, não sei, quando…

Sem Comentários

Insira um Comentário