Escândalo F1: Ecclestone nega veementemente acusações de suborno

Escândalo F1: Ecclestone nega veementemente acusações de suborno

Bernie_Ecclestone_1
Começou hoje, dia 24 de abril, um dos mais comentados julgamentos dos últimos anos da Corte Alemã, em Munique, Alemanha. O mérito julgado é contra o Big Boss da F1 Bernie Ecclestone que é acusado de suborno. Nesta primeira etapa do caso, titio Ecclestone negou ter efetuado qualquer suborno no caso. “O alegado suborno nunca aconteceu. A acusação é feita com base em declarações do Dr. Gribkowsky, que são falsas, confusas e pouco conclusivas”, afirmou o advogado na audiência, citado pela imprensa internacional.

O banqueiro Gerhard Gribkowsky é o pivô do caso

O banqueiro Gerhard Gribkowsky é o pivô do caso


O caso veia tona quando o banqueiro Gerhard Gribkowsky, que foi condenado a oito anos de prisão no caso, alegou que recebeu um suborno de cascalho  de Ecclestone para facilitar a venda de ações da F1, que pertenciam ao Banco BayernLB que foram repassadas a CVC. Hoje é só o primeiro capítulo do embroglio.

Sem Comentários

Insira um Comentário