Fórmula 4: piloto brasileiro Bruno Baptista quer título da categoria

Fórmula 4: piloto brasileiro Bruno Baptista quer título da categoria

 
226845_414947_2395637f_brunobaptista_f4_press
O brasileiro Bruno Baptista (Pr1me Sport Energy Gel) é o líder do primeiro Campeonato Sul-Americano de Fórmula 4, e mesmo depois de quatro corridas disputadas em duas rodadas duplas, ainda não subiu ao topo do pódio. No entanto, após uma análise para o site da organização do campeonato de sua evolução desde que chegou à categoria, é direto: “Vou atrás do título”.
O paulista tem uma recente, mas boa história no kartismo – onde ainda compete no Campeonato Paulista e na Copa São Paulo Light de Kart – e elege a Fórmula 4 como uma precursora para as categorias de Fórmula na Europa, considerando a categoria continental como um grande trampolim para saltar para outras de mais potência.
226845_414951_b00791e1_brunobaptista_liderando_press
“A categoria é de alto nível em todos os aspectos, técnico, pilotos, pistas, carros e organização”, conta Baptista, que segue em cada competição com um ‘coach’ experiente – o piloto Alan Hellmeister – para ajudá-lo em cada movimento e depois de cada treino, para analisar a telemetria e parciais de tempo para melhorar sua pilotagem, além de reunir-se com outros pilotos e técnicos da categoria, o que normalmente é feito.
Com este trabalho se tornou o piloto mais regular, um fator que lhe permitiu subir ao topo do campeonato, apesar de ainda não ter subido ao degrau mais alto do pódio. Ele terminou as quatro corridas disputadas na segunda colocação: “A minha evolução está sendo muito importante para mim. Eu estou pegando mais a mão desse carro a cada volta, e isso também vai me ajudar para o meu futuro nas categorias de Fórmula”, anuncia e sentencia.” Meu objetivo para esta primeira temporada é aprender cada vez mais com os meus amigos-pilotos, meu treinador Alan, e a cada oportunidade pegar mais e mais experiência. Mas eu tenho uma certeza: quero ser campeão sul-americano de Fórmula 4″.
226845_414952_1e6fd0e0_brunobaptista_press
Sobre as próximas provas, Bruno diz não conhecer os traçados argentinos, mas recebeu boas referências: “Eu não tive a oportunidade de estudar os próximos cenários, na Argentina, mas pelas referências e comentários que eu tenho gostaria muito de competir nesses autódromos de primeiro nível que vamos conhecer nos fins de semana de corridas. E parece que a organização da Fórmula 4 Sul-americana escolheu os cenários muito bem e isso é muito bom para nós! ”
Por fim, o piloto brasileiro deixou uma mensagem para aqueles que aspiram correr na Fórmula 4: “Eu diria que, para eles, não há lugar melhor para aprender a correr, desenvolver, viver internacionalmente, etc, tudo o que nos brinda a F4 Sul-americana . Eu sempre recomendo a todos os que correm de kart comigo, que venham experimentar estes carros que seguramente vão impulsionar muitos pilotos para o futuro.
Classificação da F4 Sudam após 4 etapas:
1) Bruno Baptista (BRA) – 73 pontos;
2) Felipe Ortiz (BRA) – 70;
3) Frederick Balbi (URU) – 54;
4) Enzo Bortoleto (BRA) – 46;
5) Juan Manuel Casella (URU), 39;
6) Mauro Marino (ARG) – 26;
7) Federico Ensslin (URU) – 24;
8) Diego Muraglia (URU), 19;
9) Nicolás Muraglia (URU), 18;
10) Alessandro Salerno (ARG) – 14;
10) Francisco Cammarota (URU) – 14.
Calendário da Fórmula 4:
6 de abril – Mercedes (Uruguai)
4 de maio – El Pinar (Uruguai)
13 de julho – Termas de Río Hondo (Argentina)
24 de agosto – San Luís (Argentina)
14 de setembro – a confirmar (Argentina)
28 de setembro – La Pampa (Argentina)
19 de outubro – Curitiba (Brasil)
9 de novembro – Piriápolis ou Rivera (Uruguai)
 

Sem Comentários

Insira um Comentário