Avaliação: o bom e confiável Peugeot 408 Allure e seu novo câmbio

Avaliação: o bom e confiável Peugeot 408 Allure e seu novo câmbio

05_24
Um dos segmentos que cresce a cada dia com um número maior de opções é de sedãs médios. São várias as opções disponíveis no mercado com preços muito interessantes. O Peugeot 408,  que foi lançado por aqui em fevereiro de 2011, foi o nosso escolhido para um mercado disputadíssimo que modelos como o Nissan Novo Senta (http://supertopmotor.com.br/avaliacao-novo-nissan-sentra-o-que-era-bom-ficou-melhor-ainda/) , Honda Civic, Novo Toyota Corolla, Ford Focus, Chevrolet Cruze, Renault Fluence, e Volkswagen Jetta, entre outros. Escolhemos o modelo francês com a versão Allure para ser avaliado depois de algumas novidades que traz na linha 2014.
peugeot-408-2014-allure-05
O Peugeot 408 Allure traz linhas bem modernas, bom espaço interno e acabamento de boa qualidade. É o tipo daquele carro que chama a atenção por onde passa e faz o povo quebrar o pescoço. Bacana mesmo! As dimensões do Peugeot 408 Allure são mesmo de um sedã de porte médio. São elas: comprimento de 4.690 mm, largura de 1.810 mm, altura de 1.510 mm, distância entre eixos de 2.710 mm, peso 1.494 kg e capacidade de porta malas de 526 litros. O tanque de gasolina é de 60 litros.
peugeot-408-2014-allure-07
O acabamento interno é de boa qualidade, elegante e tem predominância da cor preta, com detalhes de plástico imitando cromado nos aros dos instrumentos do painel com fundo branco e de fácil visualização, nas saídas do ar-condicionado, no pomo e na base da alavanca de marchas e nas maçanetas internas das portas. A tela do sistema de áudio e mídia, que fica no alto do painel. Os bancos são forrados de tecido de toque agradável . Infelizmente, no meu caso, não consigo ajustar uma posição correta e agradável nos modelos da linha Peugeot. Uma pena!

peugeot_408_allure_f_017

O motor que equipa o 408 Allure é dianteiro, transversal, quatro cilindros em linha, 1.997cm³ de cilindrada, 16 válvulas, que desenvolve potências máximas de 143cv (gasolina) e 151cv (etanol) e torques máximos de 20kgfm (gasolina) e 22kgfm (etanol). O que chama mesmo a atenção é o alto consumo de combustível, provavelmente pelo modelo estar abastecido com etanol. O ponteiro de combustível baixou rapinho.

 408-motor_940x532

Mas, a novidade ,mesmo é o novo câmbio automático de seis velocidades=o mesmo que equipa as opções da Peugeot e Citroën (as duas formam o grupo PSA), batizado de AT6. Curioso mesmo é que este câmbio foi desenvolvido pela japonesa Aisin – mais ou menos o braço direito da Toyota – que se adaptou muito bem ao motor 2.0 de quatro cilindros.
Peugeot+308+408+cambio+automatico+2.0+Brasil
Mas vamos a nossa avaliação. O andar com o Peugeot 408 Allure foi realmente bem agradável e pude sentir o novo câmbio automático que tornou as trocas de marcha macias e precisas. Não que o modelo anterior não tivesse isso, mas há de ressaltar a novidade da linha 2014.
09__peugeot408_620_413
A relação peso/potência de 9,90 mostra-se que o modelo é um pouco acima e, neste caso, sente-se o veículo um pouco pesado. Esse também deve ser um dos motivos pelo alto consumo de combustível que, no caso de Super TopMotor, ficou na casa dos 8,0 km/l. Enfim um modelo agradável, fácil de dirigir e muito gostoso. O único senão mesmo foi o alto consumo de combustível e, no meu caso, a posição de dirigir. O preço sugerido do Peugeot 408 Allure é de R$ 62.990 e, dentre as opções desse mercado de sedãs médios que não para de crescer, é razoável.
 
 

Sem Comentários

Insira um Comentário