Peugeot e FIAT melhoram nos testes de colisão do Latin NCAP

Peugeot e FIAT melhoram nos testes de colisão do Latin NCAP

LatinNCAP_11
Os primeiros resultados da quinta fase de testes de colisão do Programa de Avaliação de Carros Novos na América Latina (Latin NCAP), do qual a PROTESTE Associação de Consumidores é parceira, mostram avanços na segurança para modelos da Peugeot e da FIAT. Mas o desempenho da Chevrolet ainda desaponta. Foram avaliados quatro veículos, três deles à venda no Brasil: Peugeot 208, Fiat Novo Palio e Chevrolet Onix. Nenhum obteve pontuação máxima (5 estrelas).
O Chevrolet Spark (sem airbags), adquirido no Chile, não obteve nenhuma estrela quanto à proteção do ocupante adulto e duas estrelas para a proteção do ocupante criança.
O Chevrolet Onix conseguiu três estrelas em relação à proteção do ocupante adulto e duas estrelas quanto à proteção do ocupante criança. Apesar de a estrutura ter sido considerada estável, o piso se abriu na área dos pés do lado do motorista. A falta de Isofix e de cintos de três pontos em todas as posições, bem como o desempenho dos Sistemas de Retenção Infantil (SRI), levaram a pontuação baixa no tocante ao ocupante criança.
Sendo o Onix um carro novo, baseado em uma plataforma moderna, o fato de ele ter atingido apenas três estrelas é surpresa. A expectativa do Latin NCAP é que a Chevrolet atinja logo desempenho de cinco estrelas para superar os desapontadores resultados.
O Fiat Novo Palio conseguiu três estrelas em relação à proteção de adultos e duas estrelas quanto aos passageiros infantis. Também foi avaliada uma versão do modelo sem airbags obtendo um resultado de zero estrela, embora desde maio a FIAT tenha parado a produção deste modelo.
O Latin NCAP também incentiva a FIAT a que ela continue a avançar às cinco estrelas em segurança do passageiro adulto. Disto resultará uma maior segurança dos passageiros infantis e requer ancoragens Isofix, cintos de três pontos em todas as posições, entre outros progressos necessários.
“Os critérios mais rígidos para a avaliação a proteção das crianças são um avanço e mostram a importância do uso do sistema Isofix nas cadeirinhas”, avalia Maria Inês Dolci, coordenadora institucional da PROTESTE.
O Isofix é a sigla em inglês para “International Standards Organisation FIX”. Trata-se de uma ancoragem rígida para as cadeirinhas usadas no carro, permitindo a instalação rápida e simples. O Isofix reduz os erros de instalação do equipamento de segurança, melhorando o desempenho dinâmico. São duas ancoragens inferiores que funcionam junto com uma terceira, que reduz a rotação frontal da cadeirinha em caso de colisões.
tabela
No teste com o Chevrolet Spark (sem airbags), as cabeças dos dummies do motorista e do acompanhante ficaram coloridas na cor vermelha, o que significa que a proteção oferecida foi fraca, resultando em uma alta probabilidade de que qualquer um deles possa vir a sofrer lesões com risco de vida.
A falta de airbags no Spark, junto com uma carroceria instável, leva a um resultado fraco. Para o Latin NCAP é decepcionante que a Chevrolet não esteja disposta, ao menos, a seguir o exemplo da FIAT e parar a produção desse modelo sem airbags para a América Latina, para reduzir os riscos de lesões fatais ou graves. Os benefícios dos airbags são mostrados claramente nos resultados do Latin NCAP.
Assim como no Brasil, na Argentina também há lei que tornou obrigatório airbags em todos os veículos novos para 2014. Mas ainda há países na América Latina onde não são aplicados os requerimentos das Nações Unidas, e os airbags ainda são considerados opcionais em vez de padrão de segurança. 
O Peugeot 208 atingiu quatro estrelas quanto à proteção de adultos e três estrelas para a proteção de ocupantes infantis. A estrutura do carro teve desempenho correto, tendo sido qualificada como estável. Isso reflete uma geração de estruturas mais modernas, fato que é muito bem-vindo. Contudo, os equipamentos de segurança da versão básica são em menor número do que a versão básica europeia do veículo. Dispositivos como ESC, airbags laterais, Isofix ou o interruptor de desativação do airbag do acompanhante não estão no modelo básico da América Latina. O Latin NCAP tem convicção que o Peugeot 208 pode obter no futuro as cinco estrelas, já que sua estrutura básica mostrou um bom desempenho no teste.
Neste ano, o Latin NCAP aumentou a exigência de avaliação para os ocupantes crianças. É utilizada uma nova tecnologia de dummy infantil (boneco Q) para representar crianças de três anos e de 18 meses. Esta alteração é um passo importante para o Latin NCAP. A nova avaliação também ponderará a capacidade que os automóveis apresentam de se instalar, de forma correta, alguns Sistemas de Retenção Infantil (SRIs) representativos do mercado local. Será mais exigente com o equipamento no carro, proporcionando mais pontos às ancoragens Isofix e aos cintos de três pontos em todas as posições.
O Latin NCAP também está contente com o diálogo construtivo que mantém com os fabricantes de automóveis. A vontade de alterar a produção e oferecer modelos mais seguros para o mercado, por parte dos fabricantes líderes, é sempre bem-vinda e demonstra os benefícios dos esforços do Latin NCAP em promover carros mais seguros e criar consciência entre os consumidores sobre as opções que existem na hora de adquirir um novo veículo.

Sem Comentários

Insira um Comentário