Filme da Semana: "Os Mercenários 3"

Filme da Semana: "Os Mercenários 3"

merc

Uma fênix chamada Stallone

 

Com um filme que reúne mais estrelas que a via láctea, Sylvester Stallone está de volta com a trilogia que resgata os “aposentados” das telas

Desde que me conheço por gente e tinha idade para escolher os filmes no cinema, esse senhor já batia, apanhava e dava tiros. É incrível como a saúde e a capacidade criativa de Michael Sylvester Gardenzio Stallone atravessam gerações e continuam fazendo sucesso.
BRAY_20130917_EXP3_12737.dng
Ele tem essas fases, às vezes esta muito em evidência, de repente some, ressurge com uma nova proposta, retoma velhas idéias, e vai empurrando a vida com força, inteligência e angariando mais e mais fãs pelo mundo.
BRAY_20130821_EXP3_1971.dng
Foi assim com Rocky, foi assim com Rambo e esta sendo agora com Barney, mas com a diferença que agora, eles se cerca de outros grandes astros e faz a festa daqueles que curtem uma boa pancadaria, muitos tiros, dramas e comédia.
O agora “Cult” Stallone encabeça o elenco de Os Mercenários 3 (Nu Image, Millennium Films, Lionsgate Films, Califórnia Filmes), um desses filmes que é ação e diversão, o motivo principal de se ir ao cinema. É uma grande aposta dos americanos (que faturaram na estréia mais de US$ 16.000.000) e da distribuidora no Brasil, a Califórnia Filmes, que disponibilizou quase 1.000 cópias do longa, a maior de sua história.
BRAY_20130828_EXP3_4759.dng
O enredo é conhecido dos fãs, mas a execução é o ponto forte. A história começa quando Barney (Sylvester Stallone), Christmas (Jason Statham) e o resto do time ficam cara a cara com Conrad Stonebanks (Mel Gibson), que anos atrás co-fundou Os Mercenários com Barney.
BRAY_20130913_EXP3_11417.dng
Stonebanks tornou-se um traficante de armas cruel e Barney foi forçado a matá-lo. Assim ele pensava. Stonebanks, que escapou da morte, tem como missão acabar com Os Mercenários, mas Barney tem outros planos.
23293.dng
Ele decide que precisa encarar o sangue velho com sangue novo e traz uma nova era de membros para a equipe, recrutando indivíduos que são mais jovens, mais rápidos e mais tecnológicos. A última missão se tornará um embate entre o estilo clássico dos veteranos contra conhecimento em alta tecnologia na batalha mais pessoal dos Mercenários.
BRAY_20130927_EXP3_16865.dng
Para essa missão, mais uma avalanche de estrelas fazem parte dessa guerra: Antonio Banderas como Galgo, Jet Li como Yin Yang, Wesley Snipes como Doctor Death, Dolph Lundgren como Gunner Jensen, Kelsey Grammer como Bonaparte, Randy Couture como Toll Road, Terry Crews como Hale Caesar, Kellan Lutz como John Smilee, Ronda Rousey como Luna, Glen Powell como Thorn, Victor Ortiz como Mars, Robert Davi como Goran Vata, o eterno Indiana Jones, Harrison Ford como Max Drummer e o antes rival de bilheteria e agora companheiro Arnold Schwarzenegger como Trench Mauser.
BRAY_20130830_EXP3_5633.dng
As cenas de lutas e guerras são muito bem dirigidas, tem diversos ângulos de câmera para uma seqüência e cria, dentro do âmbito da ação, uma forte carga emocional para quem assiste. A edição é muito boa, o trabalho dos dublês extremamente bem feito e coreografado. Um dos takes que mais chama a atenção é no início do filme, quando existe uma perseguição de helicóptero.
BRAY_20130826_EXP3_3138.dng
Em alguns momentos são utilizadas cenas reais, com um piloto muito bom naquele tipo de aeronave, e a surpreendente habilidade e a audácia do diretor estreante, o australiano Patrick Hughes, que é uma novidade descoberta por Stallone, em bancar dentro de uma super produção uma cena filmada por pelo menos 5 ângulos diferentes e finalizada com grande maestria na ilha de edição.
BRAY_20130821_EXP3_1643.dng
Não espere grandes lições de moral, grandes arrependimentos, instantes de pensamento e fuga da sua vida ou mesmo cenas de choro e emoção, esse é um filme para se divertir, não é para crianças, a classificação de 14 anos no Brasil já indica que nem é tão violento nem tão bonzinho, mas vale o ingresso.
BRAY_20130829_EXP3_5545.dng
Os Mercenários 3 estréia hoje nos cinemas brasileiros, e é obrigatório para quem já viu os anteriores por ser mais bem equilibrado e elaborado, mas pode ser o último da série, dependendo do resultado da bilheteria, coisa corriqueira na vida de Sylvester Stallone, que sempre espera uma novidade dessas para renascer com uma nova idéia. Coisas da vida…
 

Texto: Eduardo Abbas

Fotos: Califórnia Filmes

 
 

Sem Comentários

Insira um Comentário