Aceleradas: GP Bélgica- Relações estremecidas

Aceleradas: GP Bélgica- Relações estremecidas

Daniel Ricciardo (RBR) vence mais uma, na briga entre Nico Rosberg e Lewis Hamilton, sobrou para Felipe Massa!
250789
Certa vez, em 2003, entrevistei Nelson Piquet. Falamos sobre a situação de Rubens Barrichello e Michael Schumacher na Ferrari. Nelsão, não titubeou, disse que Rubinho deveria ir pra Bahia e fazer uma macumba pro alemão quebrar as pernas, pois só assim, ele conseguiria a atenção do time e passaria a ganhar corridas. Bem, acho que Felipe Massa (Williams), não deveria usar ocultismo para Valtteri Bottas (Williams) se machucar e sim tirar de vez a ‘zica brava’ que caiu sobre o brasileiro. Não dá pra acreditar, tudo acontece ele. Desta vez, na longa e rápida pista de Spa-Francorchamps, logo na segunda volta, Nico Rosberg acertou o companheiro de Mercedes- GP, o inglês Lewis Hamilton. O alemão perdeu um pedaço do bico e furou o pneu traseiro do inglês. Até ai tudo bem, o problema foi que um pedaço do composto foi parar justamente no assoalho do carro de Massa e fez o Williams perder rendimento. E a equipe só percebeu o corpo estranho na segunda parada para troca de pneus. Ai já era tarde, ele que largou na 9° posição, terminou a prova na 13ª, enquanto que Bottas conquistou a terceira posição e sobe duas vezes seguidas no pódio.
1
A diferença de pontos entre os dois é incrível, o finlandês soma 110, está na 5ª colocação e o brasileiro tem 40 e amarga a 9ª posição. Massa é um piloto rápido, bom acertador de carros, não é o mesmo que foi vice-campeão em 2008, mas ainda pode conseguir resultados com um carro bom. Porém, estes percalços atrapalham, ao ponto de já circular a informação de que, apesar de ter contrato por três temporadas, ele receberá a multa e será dispensado. Ai sobrará para Felipe Nasr, atual piloto de testes da Williams, representar o País. Nasr negocia com a Sauber, o time este ano nem pontos marcou, ou seja, tempos difíceis vem por ai. As categorias de Fórmula no Brasil são inexpressivas, não há incentivo, programas de desenvolvimento, estamos próximos de perder representantes na maior categoria do automobilismo mundial.
2
E voltando para corrida, após o toque entre os dois postulantes ao titulo, tivemos uma corrida marcada pela estratégia. Sem muitas ultrapassagens, show de pilotagem de Fernando Alonso (Ferrari), o espanhol foi punido em 5 segundos no inicio da prova, porque o time não conseguiu ligar o carro até o inicio da volta de apresentação. Mesmo assim, terminou na 8ª posição. E o vencedor, Ricciardo, andou forte, mostrou que a RBR está mais próxima da Mercedes, graças a uma nova asa dianteira o carro foi muito rápido nas retas e impediu os constantes ataques de Rosberg. Excelente prova também de Bottas, o finlandês mostra prova a prova que com um carro consistente é um forte candidato a brigar pelo titulo.
3
E o toque inicial entre os pilotos da Mercedes, trará consequências. Chefe da equipe, Toto Wolff disse que Rosberg foi culpado. O resultado disso é que na próxima etapa, o inglês não irá deixar barato, se tiver oportunidade vai dar o troco.
Marcaram pontos no GP da Bélgica
4
1-Daniel Ricciardo
2- Nico Rosberg
3- Valtteri Bottas
4- Kimi Räikkönen
5- Sebastian Vettel
6- Kevin Magnussen
7- Jenson Button
8- Fernando Alonso
9- Sergio Perez
10- Daniil Kvyat
No campeonato a liderança é de Rosberg (220 pontos), em segundo está Hamilton (191) e na terceira colocação aparece Ricciardo (156).  A próxima etapa será o GP da Itália, no Circuito da Monza, dia 7 de setembro.
Rapidinhas
A batata assou!
Revoltado com o acidente que envolveu os pilotos da Mercedes, Nick Lauda, diretor da equipe, falou que não vai deixar barato. “É muito simples. É completamente inaceitável que ainda na segunda volta Nico bata em Lewis. Se acontecesse no fim da prova, quando estavam lutando pela vitória, mas na segunda volta, para entregar a vitória para a Red Bull? Achei que eles eram inteligentes o suficiente para entender isso, mas obviamente não são”.
Sem ressentimentos
Já Nico Rosberg não falou muito, afirmou que não discutiria com a cabeça quente, mas também não mostrou preocupação. “Depois da Hungria tivemos uma discussão, depois desta prova de hoje, teremos outra e vamos em frente. Temos um bom relacionamento, depois da Hungria conversamos e foi bom espairecer. Sobre a colisão, estou desapontado pela perspectiva do time, que podia ter sido melhor do que o segundo lugar que consegui”, declarou o líder da temporada ao site Autosport.
E o torcedor não gostou
Apesar do inicio ruim, Rosberg conseguiu terminar a corrida na segunda colocação. Ao subir ao pódio foi vaiado pelos torcedores. Eles identificaram a manobra do alemão como suja. Já os comissários da corrida nem investigaram, eles consideraram um acidente de corrida.

Sem Comentários

Insira um Comentário