CPqD desenvolve bateria para projeto de carro elétrico esportivo

CPqD desenvolve bateria para projeto de carro elétrico esportivo

cpqd

Um carro esportivo totalmente elétrico, equipado com tecnologias e sistemas inovadores, capazes de proporcionar ao motorista alto desempenho com segurança. Esse é o objetivo do 36milpes@gmail.com, de São José dos Campos, para o qual o CPqD está desenvolvendo um elemento essencial: o sistema de armazenamento de energia (bateria).
“Esse sistema é o coração e, também, um dos principais desafios técnicos do carro elétrico”, afirma Fábio Guillaumon, presidente e diretor de Tecnologia da Electric Dreams, empresa que recentemente teve seu projeto aprovado pelo BNDES Fundo Tecnológico (BNDES Funtec). “Nosso projeto prevê um avançado sistema de armazenamento de energia, que permitirá alcançar níveis de aceleração muito altos, com torque elevado”, revela.
10334292_645030085579002_8147040804589598706_n
Com quatro motores controlados individualmente – um para cada roda -, o veículo sairá da inércia atingindo a velocidade de 100 km/hora em menos de três segundos, com controle absoluto, segundo a empresa desenvolvedora do projeto. Por ser um elétrico puro, o carro esportivo da Electric Dreams utilizará energia proveniente exclusivamente do sistema de baterias.
“Estamos desenvolvendo uma bateria híbrida, combinando tecnologias avançadas de lítio e ultracapacitores, que utiliza eletrônica de balanceamento e equalização ativos dos elementos para prover a energia e potência necessárias para os sistemas de acionamento dos motores”, adianta Raul Beck, engenheiro responsável da área de Sistemas de Energia do CPqD. Esse avançado sistema de armazenamento de energia deverá resultar não só em alto desempenho na aceleração como também em autonomia equivalente à dos veículos a combustão.
car
O veículo terá ainda uma série de sensores, que fornecerão informações ao sistema de controle desenvolvido pela Electric Dreams – permitindo, assim, a correção ativa da trajetória do veículo -, e vai incorporar um sistema de recuperação de energia na frenagem e conceitos avançados de aerodinâmica no assoalho, entre outros recursos. Destinado ao nicho de mercado formado por fãs de carros esporte, o novo veículo deverá chegar ao mercado em 2016.
A mobilidade elétrica tem um papel importante na questão da sustentabilidade do planeta. E, quando o assunto é veículo elétrico, o principal desafio atualmente é a bateria – em especial, seu sistema de gerenciamento, responsável por garantir a segurança e operação desse componente em condições adequadas.
Esse é, justamente, o foco das atividades de pesquisa e desenvolvimento que o CPqD está iniciando, com o apoio do BNDES e a parceria de empresas do setor automotivo: os sistemas de gerenciamento de energia para veículos elétricos.
“O objetivo é aplicar o conhecimento do CPqD em Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs) e em sistemas de energia para outros segmentos, como telecomunicações por exemplo, em projetos voltados para a inovação na área de baterias para veículos elétricos”, afirma o presidente Hélio Graciosa. “Com isso, esperamos dar nossa contribuição para a redução do problema da poluição, especialmente nos grandes centros urbanos, e a preservação do meio ambiente.”
Segundo o engenheiro Raul Beck, o sistema de gerenciamento de energia funciona como o cérebro da bateria nos veículos elétricos. Por meio de circuitos eletrônicos e algoritmos inteligentes, esse sistema realiza todo o gerenciamento da bateria, controlando a corrente, a tensão de recarga e descarga, entre outros fatores. “Ao fazer com que a bateria opere nas condições ideais, essa inteligência propicia o aumento da sua vida útil, da ciclabilidade (poder de recarga e descarga) e ainda garante a segurança. Além disso, permite aproveitar ao máximo a energia armazenada na bateria, aumentando sua autonomia”, explica Beck.
 
 

Sem Comentários

Insira um Comentário