Lançamento: GLA, o SUV que a Mercedes-Benz vai fabricar aqui

Lançamento: GLA, o SUV que a Mercedes-Benz vai fabricar aqui

_MG_1721
A Mercedes-Benz está mesmo muito interessada aqui no mercado brasileiro. Depois do lançamento do sedã médio Classe C, agora foi a vez do lançamento do SUV GLA. E daí? O que eles têm em comum? Simples: estes dois modelos vão ser fabricados aqui  no Brasil, mais precisamente na cidade de Iracemápolis, cerca de 170 quilômetros da cidade de São Paulo.
_MG_1749
Agora chegou a vez do GLA que, segundo os  executivos da Mercedes-Benz, é um SUV compacto para concorrer diretamente com o Audi Q3 e o BMW X1, que deve ajudar a marca alemã a  ampliar suas vendas e conquistar novos clientes. Visualmente, o novo modelo, quarto da série de carros compactos da Mercedes-Benz , traz a dianteira característica da nova Classe A, com características bastante dinâmicas. A mesma linha é observada no perfil. Já a traseira tem um design onde domina a imponência: visto de trás, o GLA aparenta ter um porte muito maior do que o real.
_MG_1754
Internamente, o novo GLA também segue a linha adotada no hatch Classe A e no sedã CLA. Bom acabamento, como é de se esperar da marca, linhas razoavelmente limpas e muito bom gosto. Como nos outros dois modelos da linha A, há uma tela multifuncional, que mais lembra uma TV Led,  protuberante no painel, sobre o console central, que parece um acessório fora do projeto.
Malagrine
Bancos confortáveis, painel de instrumentos bem resolvido e o volante multifuncional cumprem as expectativas. O posicionamento para o motorista é muito bom e, quem gosta de olhar de cima, pode elevar a altura do banco. O câmbio automático de dupla embreagem e sete marchas é operado por uma pequena alavanca na coluna da direção, o que gera mais espaço na área entre o motorista e o passageiro.
Malagrine
O GLA é agradável de dirigir, principalmente em percursos urbanos. O motor turbo 1,6 litro tem 156 cv e bom torque em baixa rotação e sua eficiência é potencializada pela rápida e bem escalonada transmissão de dupla embreagem. As marchas inferiores são bem curtas e mal o carro arranca já está utilizando a terceira ou quarta, para maior economia. As mais altas são bem longas, para reduzir o consumo em velocidades maiores. Quem se acha mais inteligente que o computador que comanda o câmbio pode trocar as marchas a seu critério, usando as borboletas no volante.
Malagrine
Na estrada, o carro anda bem, mas seria ainda melhor se contasse com alguma potência a mais. O motor, já bastante econômico, tem sistema stop-start, que reduz impressionantemente o consumo de combustível nas grandes cidades. A direção e suspensão são impecáveis, tornando a condução fácil e agradável. Falando em suspensão, este é um ponto em que fica claro que o GLA não tem vocação off-road, apesar da Mercedes afirmar que é seu quinto SUV: com menos de 140 mm de distância livre do solo, ele não está apto a enfrentar terrenos muito desafiadores, com valetas e facões.
Malagrine
O teste drive de lançamento compreendeu de trechos de estrada, na sua maioria, pequenos trechos urbanos em cidades bem pequininhas e até um trecho de terra para mostrar como o GLA se comporta. Inclusive, nesse trecho de um pseudo “off-road”, foi bem divertido ver que o modelo gruda no chão em  terra.  Curiosamente, tal local, é onde será construída a fábrica da marca alemã no municipio de Iracemápolis.
fotos_vi (8)
O GLA chega ao Brasil em três versões iniciais: GLA 200 Advance, GLA 200 Vision e GLA 200 Vision Black Edition, que diferem pelo equipamento disponível. Todas elas, porém, contam com o sistema de estacionamento automático Active Parking Assist, que permite estacionar em vagas paralelas ou perpendiculares. A chegada às concessionárias está prevista para outubro e os preços são os seguintes: GLA 200 Advance – R$ 132.900,00; GLA 200 Vision – R$ 149.900,00; GLA 200 Vision Black Edition – R$ 152.900,00.
 

Sem Comentários

Insira um Comentário