Aceleradas: GP Rússia- A Mercedes é campeã e Hamilton vence mais uma

Aceleradas: GP Rússia- A Mercedes é campeã e Hamilton vence mais uma

254442
O circuito de Sochi entrou para a história, nele a Mercedes-Benz conquistou dobradinha e o titulo de construtores, pois Hamilton ganhou e Rosberg foi o segundo
Por: Edison Ragassi
254406
Preocupados com o estado de saúde do piloto da Marussia Jules Bianchi (ele bateu num trator no Japão e corre risco de ficar em estado vegetativo), os pilotos foram para a pista disputar o primeiro GP na Rússia da história da categoria.
254400
Como era de se prever, as Mercedes de Hamilton e Rosberg marcaram a primeira e segunda posição no grid. Eles foram seguidos de perto por mais um carro empurrado pelo motor da estrela prateada, Valtteri Bottas da Williams. A surpresa da classificação foi o russo Daniil Kvyat, já confirmado na RBR para o próximo ano, colocou a Toro Rosso na quinta colocação.
254427
E Felipe Massa (Williams), largou em 18º porque teve problemas com a injeção de combustível. Rosberg tentou na primeira curva ultrapassar Hamilton. A manobra foi catastrófica. O alemão saiu da pista, fritou os pneus, teve que devolver a posição e entrar nos boxes para trocar os compostos.
254477
Massa que largou com pneus duros, também entrou nas primeiras voltas e trocou por macios para andar rápido. Só que eles não aguentaram a prova toda e Felipe fez duas paradas, enquanto os outros fizeram uma. O resultado foi que o brasileiro só conseguiu a 11ª posição. E o companheiro Bottas terminou como começou, em terceiro.
254404
Massa tinha carro para conseguir mais, só que ele quando faz corrida de recuperação tem muita dificuldade para ultrapassar. Na Rússia, passou a maior parte do tempo atrás de Sergio Perez (Force India) e não conseguiu avançar. E a culpa foi da estratégia, simples assim!
254401
Asfalto novo, menor desgaste de pneus, uma só troca e tremenda superioridade das Mercedes, fizeram do GP da Rússia uma das mais chatas provas do calendário. Méritos para Rosberg, que apesar de ter ido para as últimas posições, conseguiu chegar em segundo.
Marcaram pontos no GP da Rússia
254435
1º Lewis Hamilton
2º Nico Rosberg
3º Valtteri Bottas
4º Jenson Button
5º Kevin Magnussen
6º Fernando Alonso
7º Daniel Ricciardo
8º Sebastian Vettel
9º Kimi Raikkonen
10º Sergio Perez
 
A Rússia confirmou a superioridades da Mercedes. Faltando três provas para o final da temporada, o time da estrela prateada somou 565 pontos e não pode mais ser alcançado por RBR (342) e Williams (216). Assim, o titulo que rende dividendos para a equipe já é dos alemães. No mundial de pilotos, Hamilton soma 291 e Rosberg tem 274 pontos. Eles são seguidos por Ricciardo com 199 e Bottas que somab 145 pontos. Como a última prova em Abu Dhabi dará pontuação dobrada, Rosberg e Ricciardo ainda têm chances. Mas se depender só do talento, ninguém tira o campeonato do inglês.
A próxima etapa será dia 02/11, é o GP dos Estados Unidos, a ser disputado no Circuito das Américas. Até lá as equipes tem tempo para testar e desenvolver itens, mas isso deve acontecer só com a Mercedes e Williams. As outras, já pensam em 2016.
Rapidinhas
Eu tentei
Felipe Massa teve um fim de semana para ser esquecido. Problemas mecânicos tiraram a oportunidade de largar na frente. Vindo de trás, a estratégia foi de fazer duas paradas. Mas não deu certo. Amargou a 11ª posição. “Eu vinha em um bom ritmo, até perder muito tempo atrás de um carro. Tinha muita gente na frente, virando rápido, com pneus bons, então não tinha como ultrapassar esses carros. A minha corrida toda foi praticamente atrás desses carros”, falou o brasileiro para a Rede Globo, após a corrida.
Rosberg admite erro
254398
O piloto alemão que briga diretamente pelo titulo declarou a Autosport “Eu freei tarde demais. Foi isso. Algo desnecessário. Eu estava no meu lado na curva eu era o principal. Estou desapontado”. Na verdade, Hamilton se impôs como primeiro piloto e Rosberg quando sai em segundo fica com receio de bater no companheiro.
Alonso já sabe o que fazer
254460
Sem revelar por qual equipe correrá em 2015, o espanhol Fernando Alonso, de saída da Ferrari, disse que definiu sua situação. “Meu futuro já está definido, ou já está definido na minha mente por alguns meses. Agora estamos finalizando tudo. Não será uma grande coisa”, falou para a Sky Sports. Tudo indica que acertou com a McLaren, mas não é descartada a opção de ficar um ano fora, ou quem sabe até “comprar uma equipe”, como a Lotus, que terá motor Mercedes.

Sem Comentários

Insira um Comentário