Garrafa x lata: os mitos e verdades das embalagens de cerveja

Garrafa x lata: os mitos e verdades das embalagens de cerveja

garrafas-e-latas-1385139184525_615x300
Discussão constante nas mesas de bares, a diferença entre as cervejas de lata e de garrafa ainda dividem opiniões. Para muitos, a garrafa é a melhor opção, mesmo não sabendo exatamente o motivo. Segundo o beer sommelier da Mr. Beer, Demian Salles, ainda existe uma questão cultural muito forte. “As pessoas ainda relacionam, injustamente, as latas com produtos industrializados e de menor qualidade”, afirma Salles.
comerbem13
Veja abaixo os mitos e verdades relacionados à embalagem da bebida esclarecidos  de Demian Salles:
– Cerveja em garrafa é melhor do que a em lata? – MITO
lataxgarrafa.JPG.pagespeed.ce._kMZ-K1rat
Esse é o grande mito a ser desvendado. O processo de fabricação da cerveja é o mesmo nos dois casos. A diferença se faz ao provar a mesma cerveja nos dois recipientes, a lata conserva melhor os aromas e sabores da cerveja, sofrendo menos com luz e oxidação.
– A cor da garrafa interfere no sabor da cerveja? – VERDADE
Beer-Gone-Bad-How-Certain-Bottle-Colors-Lead-to-Skunked-Beer
A relação da cor da garrafa com o sabor da cerveja existe, pois a bebida pode sofrer alteração devido a quantidade de luz que recebe. Por isso é difícil encontrarmos cervejas em garrafas transparentes ou claras. As garrafas em tons escuros impedem que a luminosidade cause oxidação da cerveja. A garrafas verdes também sofrem com o chamado golpe de luz, criando um aroma indesejável, mas que já virou característico nesses exemplares.
– As latas são mais frágeis em mudanças bruscas de temperatura?– VERDADE
pantone-beer-2-650x682
As latas de alumínio são ótimas para proteção à luz, mas quando falamos sobre as variações de temperatura, a embalagem é mais vulnerável. Da mesma forma que a lata gela rapidamente, ela também esquenta. Essa variação também pode alterar gradativamente o gosto da cerveja, se repetido diversas vezes.
Super TopMotor lembra de algo bem  importante: SE BEBER, NÃO DIRIJA!
 

Sem Comentários

Insira um Comentário