Pierburg com nova fábrica na Alemanha

Pierburg com nova fábrica na Alemanha

ks
Após um período de construção de aproximadamente 12 meses, a Pierburg GmbH iniciou a produção em sua nova fábrica localizada em Lower Rhine, no centro de Neuss – Alemanha. Foram investidos €50 milhões na nova planta. A fábrica iniciou sua produção com a linha de válvulas solenóides e com a montagem de refrigeradores de recirculação de gases de escape.
A nova fábrica conta com uma mão de obra de 520 funcionários, alguns da região de Neuss e outros transferidos de Nettetal. Em breve, a fundição será totalmente transferida para esta planta e levará consigo mais 180 funcionários.
“Colocar este plano em prática, na planta de Lower Rhine, só foi possível com um objetivo claramente definido por parte da gestão da empresa e a participação dedicada de todos os funcionários da Pierburg na Alemanha”, afirma Peter Sebastian Krause, membro do Conselho Executivo da KSPG.
Desde a fase de planejamento do projeto foi atribuída grande importância para a construção sustentável, com o destaque ao esforço da empresa em obter a certificação prata do DGNB (Conselho Alemão de Construção Sustentável).
Segundo o CEO da Pierburg, Olaf Hedden, “como fornecedores da indústria automobilística nos especializamos em componentes para controle e redução de emissões de combustível. Portanto, é claro que a nossa nova planta deve obedecer a rigorosos critérios de redução de emissões de combustível. Estou muito feliz por conseguirmos este resultado no projeto da planta Lower Rhine”. E continua: “Dentro da organização internacional das plantas Pierburg, Lower Rhine se tornará uma fábrica líder em suas atuações de produtos”.
A planta Pierburg em Neuss é, provavelmente, uma das plantas com a maior concentração de certificados relacionados às normas de sustentabilidade, por meio da adoção de medidas como uma maior flexibilidade na conversão das instalações que permitem eventuais expansões. O edifício, em sua totalidade, está em conformidade com as normas de conservação de energia para novos edifícios.
Além das inúmeras medidas complementares, fatores como o uso de materiais sustentáveis e recuperação de calor eficiente no sistema de ar pneumático, e no calor residual dos fornos de fundição, também desempenham um papel importante na realização de resultados positivos

Sem Comentários

Insira um Comentário