Vai viajar? As dicas de segurança para a sua viagem de carro e moto

Vai viajar? As dicas de segurança para a sua viagem de carro e moto

viagem_carro
Enfim, o final do ano chegou e é hora de pegar estrada para aproveitar as festas e recarregar as energias. Além da escolha do destino, a preparação para as férias também inclui a revisão do veículo para um bom desempenho no trânsito. Seja de carro ou motocicleta, a Honda tem as dicas para os viajantes seguirem estrada de forma tranquila e segura.
Para ambos os casos, o primeiro passo é conferir se a tabela de manutenção preventiva do manual do proprietário foi cumprida à risca. No livreto, o cliente encontrará as quilometragens indicadas para a revisão dos itens que asseguram o bom funcionamento, economia de combustível e as condições adequadas do veículo. Sistema de freios, direção, motorização, iluminação, arrefecimento, ventilação, desgaste dos pneus, alinhamento e balanceamento são algumas das verificações periódicas obrigatórias.
Antes de pegar estrada, verifique também se existem postos de abastecimento e restaurantes no seu trajeto. Ao parar para abastecer, cheque o nível do óleo do motor e a calibragem dos pneus sempre que possível. Lembrando que os pneus devem ser calibrados ainda frios. Por isso, a sugestão é parar no posto mais próximo da sua casa e não após rodagens longas. É recomendável ainda que o condutor faça uma parada a cada 90 minutos para movimentar os músculos. Isso ajuda a evitar os desconfortos da fadiga.
 1. Para os motociclistas
moto
Se a motocicleta for o veículo escolhido para a viagem de férias, já prepare os equipamentos de segurança: capacete, calças e jaquetas confeccionadas em tecido grosso ou couro, calçados fechados e luvas. O capacete precisa estar dentro do prazo de validade e ser ajustado de forma que fique confortável para o motociclista. A viseira é outra peça que exige atenção, pois precisa estar sempre limpa e sem riscos para não prejudicar a pilotagem em dias chuvosos e à noite. Roupas de cor clara facilitam a visão de outros motociclistas, principalmente no período noturno.
A calibragem dos pneus deve ser checada antes de seguir viagem. Com garupa, em alguns casos, o pneu traseiro pode receber pressão maior para compensar o peso extra. Se a estrada for de terra, é importante lavar e lubrificar o sistema de transmissão, corrente, coroa e pinhão após o uso da motocicleta.
O sistema de freios é indispensável para a sua segurança. Por isso, verifique se está devidamente regulado. Se for hidráulico, é importante checar o nível do fluido. Se a indicação estiver abaixo do mínimo, pode significar vazamento ou desgaste excessivo da pastilha. Nesse caso, é fundamental levar a uma concessionária para avaliá-lo.
Não deixe de confirmar o bom funcionamento de todas as luzes (freio, piscas, lanterna, farol e painel). Qualquer falha nesses itens pode afetar a sua segurança, além de ser considerada infração média, segundo o Código de Trânsito Brasileiro, e passível de multa.
E lembre-se: na programação da viagem, deixe de lado a pressa e aprecie o trajeto. Compensar atrasos, jamais. As motocicletas sofrem influência das correntes de ar, das instabilidades do piso e de manobras inesperadas de outros veículos. Redobre a atenção e desfrute da liberdade sobre duas rodas.
2. Para os motoristas
 viajar-de-carro-balneario-camboriu
Antes de colocar a família e as malas no carro faça algumas inspeções simples. Para começar, verifique o nível do óleo puxando a alça laranja do medidor de nível, que está localizada sob o capô. Aconselha-se também inspecionar o nível de outros fluidos, como do arrefecimento, lavador do para-brisa, freios, direção hidráulica e da transmissão automática, se o veículo contar com esse tipo de equipamento.
Veja se todas as lâmpadas externas (faróis, lanternas, luzes de freio, sinalizadores de direção, de marcha ré e da placa de licença) estão funcionando, pois elas são fundamentais para a segurança, especialmente em trajetos com condições de visibilidade precária, como neblina em trechos de serra.
Nesses trajetos, os pneus são mais exigidos em razão das constantes curvas e precisam estar sempre calibrados. A uniformidade do desgaste também deve ser sempre conferida. Se houver algum tipo de irregularidade, elas podem indicar a necessidade de alinhamento do sistema de direção ou até mesmo a troca.
A acomodação das ferramentas e do triângulo de segurança no porta-malas do automóvel, a validade do extintor de incêndio e a calibragem do estepe também precisam ser checados antes da partida. Então, se todas essas medidas estiverem de acordo, obedeça os limites de velocidade da estrada e boa viagem.
 

Sem Comentários

Insira um Comentário