SescTV presta homenagem a inesquecível Inezita Barroso

SescTV presta homenagem a inesquecível Inezita Barroso

inesita
A cantora e apresentadora Inezita Barroso, que morreu ontem, domingo dia 8 de março,  aos 90 anos de idade, completados na última quarta-feira, é homenageada no SescTV com o episódio “Mulheres Violeiras”, da série Coleções, com o tema Viola no Brasil. O programa aborda a paixão que leva mulheres a enfrentarem os preconceitos para se dedicarem às tradições da viola caipira. Além de Inezita, a produção traz a Orquestra Viola de Saia, de São José dos Campos – SP, e as violeiras Helena Meirelles e Mirian Cris, que também é luthier. Com direção geral de Belisario Franca, a atração será exibida amanhã, 10/03, às 09h; e dias 11/03, às 12h30 e 21h30; e 12/03, às 6h30 e às 14h30.
Ignez Magdalena Aranha de Lima, famosa como Inezita Barroso, expõe que o amor pela música a acompanha desde sua infância. De família abastada, Inezita se interessou pela música caipira ao visitar as fazendas dos tios para passar férias com os primos. “Lá apareceu a viola como uma estrela, uma coisa milagrosa, e eu fiquei louca pela viola”, recorda. “Às cinco horas da tarde eu catava dois, três primos que também gostavam de música, todos da mesma idade, 10, 11 anos, e a gente ia para a roda de violeiros”, completa.
Caixa 6 Cds Inezita.indd
Violeiros estes que, após trabalharem na roça, se arrumavam para a cantoria, exemplo que Inezita levou para toda a sua vida.  “Você fica com essas manias. Se eu estiver em casa de pijama, eu nunca vou tocar viola ou violão. É um respeito pelo instrumento”, comenta.
Depois de tocar um violão pequeno em uma escola de música em São Paulo, para crianças, Inezita aprendeu a dedilhar viola com um primo mais velho, após muita insistência por parte dela, porque na época os caipiras pensavam que mulher não podia tocar este instrumento, lembra a cantora. A decisão para seguir com a música veio quando ela percebeu que era um veículo importante para a cultura do País, conta. No documentário, Inezita Barroso interpreta clássicos da música sertaneja de raiz, como Cuitelinho – que ela canta junto com a Orquestra Viola de Saia – e Boiadeiro Errante.
inezita-barroso-participa-do-bate-papo-uol-1278440173977_400x300
A produção ainda fala sobre a violeira, cantora e compositora Helena Meirelles (1924 – 2005), que ganhou fama mundialmente por tocar viola caipira. Em 1993, ela entrou na lista das “100 Mais” da revista americana Guitar Player, por sua atuação nas violas de 6, 8, 10 e 12 cordas; sobre a violeira e luthier Mirian Cris; e sobre a Orquestra Viola de Saia.
Serviço:
sesctv-330x330
Viola no Brasil: Mulheres Violeiras
Dias: 10/03,às 09h; 11/03, às 12h30 e 21h30; 12/03, às 6h30 e às 14h30.
Direção Geral: Belisario Franca
Produtora: Giros Produções
Classificação indicativa: Livre
 
 

Sem Comentários

Insira um Comentário

0Shares