Literatura: das páginas para as telonas, o tema de  “Quadrinhos no Cinema 3”

Literatura: das páginas para as telonas, o tema de  “Quadrinhos no Cinema 3”

livro-QuadrinhosNoCinema3-banner
A primeira história em quadrinhos moderna foi criada pelo artista americano Richard Outcault em 1895 segundo pesquisadores. A linguagem de HQs com personagens fixos e uma história contada em quadros e balões ganhou o modelo que a gente vê hoje no final do século XIX e atrai milhares de leitores e fãs. Depois disso foram criados os mais interessantes e sofisticados personagens e para cair no gosto popular nem precisou virar a página. Os super-heróis começaram a ser cultuados e, independente do poder que possuem, são detentores de uma legião de fãs espalhados por todo mundo. Não interessa a nacionalidade, tem sempre uma pessoa que conhece todas as características de determinado herói e que se enraivece quando percebe uma informação errada. É assim em qualquer lugar do planeta!
Quadrinhos no cinema 3_pg 6
Depois de ganhar as páginas impressas, os heróis invadiram as telas de cinema e mesmo com orçamento baixo e, às vezes com pouquíssima tecnologia, eles deram o ar da graça salvando o planeta, munidos de poderes especiais, capa, espada e escudos. Tem herói para todos os gostos e, lógico, para cada herói instalado temos uma legião de vilões tão populares quanto os queridos mocinhos.
Quadrinhos no cinema 3_pg 2
Sobre o assunto a Editora Évora, pelo selo Generale, traz em seu catálogo o terceiro volume do Quadrinhos no Cinema – o Guia Completo dos Super-Heróis de Alexandre Callari, Bruno Zago e Daniel Lopes.
Quadrinhos no cinema 3_pg 3
Nessa temporada, os autores destrincham o perfil e contam a história da criação com curiosidades, além de abordar as origens do mais conhecido mutante do planeta, o selvagem Wolverine, e um dos personagens mais populares da Marvel, o Homem de Ferro. Além deles, o livro conta com o retorno do primeiro super-herói do cinema, o Superman, e traz, ainda, um capítulo inteirinho dedicado ao Motoqueiro Fantasma, que foi parte de uma série de projetos de terror lançada nos anos 70.
Quadrinhos no cinema 3_pg 1
Wolverine, que já estrelou diversas adaptações para outras mídias, tem suas forças e fraquezas expostas no volume. O mutante, que já conseguiu regenerar toda a pele derretida de seu corpo, recuperou membros amputados e sobreviveu a explosões, já sofreu muito com crises respiratórias, resfriados e alergias. Já no capítulo dedicado ao Homem de Ferro, os autores contam que o cenário da primeira versão era a Guerra do Vietnã, mas assim como outros elementos, sofreu alterações ao longo dos anos. Após diversas melhorias tecnológicas, até a armadura do Homem de Ferro foi alterada e, graças a isso, hoje representa uma das maiores máquinas de combate do planeta.
Quadrinhos no cinema 3_pg 5
O livro revela detalhadamente curiosidades desde a criação do Superman – que deu início à Era de Ouro dos quadrinhos – até questões editoriais como as influências de outros super-heróis mitológicos na formação de suas fraquezas (Aquiles, por exemplo, tinha o calcanhar – ponto fraco da sua armadura – como sua “kryptonita” e Sansão, os cabelos). O Motoqueiro Fantasma fecha com chave de ouro essa edição. Os autores mencionam as diversas nomenclaturas já atribuídas ao longo dos anos para o personagem que, originalmente, foi criado para ser um vilão, mas ficou bom demais para ser “desperdiçado”.
Quadrinhos no cinema 3_pg 4
Quadrinhos no Cinema pode ser considerado um verdadeiro almanaque da cultura dos super heróis e encanta o universo geek desde 2011. Alexandre Callari, um dos autores, explica que “nesse volume dos Quadrinhos de Cinema buscamos não modificar a linha mestra que foi colocada desde o primeiro livro. Aprimoramos inclusive a linha do tempo que explica cronologicamente a criação de cada herói retratado e buscamos trazer o máximo de informações”. Callari explica que “seria interessante fazer um livro a cada novo herói que chega aos cinemas ou vira série de TV, mas como isso ainda não é possível, convido o leitor a prestigiar o terceiro volume da série”.
(6)_1
O primeiro livro da coleção “Quadrinhos no Cinema” contou com mais de 160 curiosidades sobre Lanterna Verde, Thor, Capitão América e Conan. O objetivo da obra era abordar a trajetória dos heróis que surgiram na literatura e migraram para as telonas. Embalados pelo sucesso dessa primeira produção, Alexandre Callari, Daniel Lopez e Bruno Zago lançaram o volume dois que trazia a história de Batman, Os Vingadores, Juiz Dreedd e Homem Aranha, com ainda mais curiosidades. Agora chegou a hora dos fãs de quadrinhos conhecerem o novo almanaque da Editora Évora para 2013.
“Quadrinhos no Cinema 3 – o Guia Completo dos Super-Heróis” de Alexandre Callari, Bruno Zago e Daniel Lopes, do selo Generale, está disponível em todas as livrarias ou pelo site www.editoraevora.com.br .
Ficha técnica:
 C
Título: Quadrinhos no Cinema 3
Subtítulo: O Guia Completo dos Super-Heróis
Autores: Alexndre Callari, Bruno Zago e Daniel Lopes
Assunto: Ficção
Preço: R$110,00
Páginas: 312
Formato: 21 x 28 cm
ISBN: 978-85-63993-61-8
Edição: 
Acabamento: Brochura
 
 

Sem Comentários

Insira um Comentário