Fórmula 1: Michelin negocia para voltar a ser fornecedora da categoria

Fórmula 1: Michelin negocia para voltar a ser fornecedora da categoria

michelin-40126829
Os fabricantes de pneus que estão interessados ​​no fornecimento de compostos para as temporadas de  Fórmula 1 2017-2019; Para tanto, a FIA abriu o processo de licitação. A Pirelli, como se sabe, tem sido o único fornecedor de pneus da F1 desde 2011, quando assumiu a vaga da Bridgestone, mas o seu atual contrato termina no final da campanha de 2016.A empresa italiana tem avaliado seriamente sua participação e deve permanecer como fornecedor, mas a francesa  Michelin também indicou que está pronta para retornar a categoria.
tipos-de-pneus-f1-pirelli
 
Como se sabe, a Michelin deixou a Fórmula 1 após a temporada de 2006, mas seu diretor de automobilismo Pascal Coüasnon disse recentemente aem entrevista a publicação italiana Autosprint: ” Estamos totalmente aberta para um retorno, mas em algumas condições específicas:  Fórmula 1 deve alterar os seus regulamentos técnicos”.

Pascal Coüasnon

Pascal Coüasnon


As alterações estão a cargo da FIA que sinalizou que planeja mudanças técnicas como  pneus traseiros mais largos a partir de 2017: dos atuais 375 milímetros para 420 milímetros. “Deve-se notar que, embora o diâmetro da roda está atualmente fixado em 13 polegadas”, diz  a  FIA. “Isto não deve impedir um aumento no diâmetro se o fabricante de pneus sente que pode haver vantagens para os concorrentes ao fazê-lo. Todos os detalhes devem ser fornecidos.”
FIA
De acordo com o comunicado da FIA, as empresas devem apresentar os seus pedidos até 17 de  junho com o processo de seleção para iniciar o dia seguinte. Os nomes dos fornecedores de pneus cujas propostas satisfaçam os critérios técnicos e de segurança serão, então, apresentados no dia 17 de julho, à frente de consideração final.

Sem Comentários

Insira um Comentário