Dia Mundial do Meio Ambiente: Honda Energy produz 6.121 MW de energia limpa

Dia Mundial do Meio Ambiente: Honda Energy produz 6.121 MW de energia limpa

honda energy_3
O parque eólico da Honda Energy do Brasil registrou, no mês de maio, o melhor desempenho desde a sua inauguração, em novembro do ano passado. Ao todo, foram gerados mais de  6.121 MW de energia limpa no período. O resultado, além de atender toda a demanda de energia elétrica da fábrica de automóveis de Sumaré, que opera na capacidade máxima, também gerou energia excedente que foi vendida para o mercado livre.
A previsão é de resultados ainda melhores para os próximos meses, principalmente com o fato de que os ventos são mais favoráveis durante as estações mais frias do ano. “Esse é o primeiro parque eólico da Honda no mundo e tem sido um aprendizado diário. Os resultados têm atendido às nossas expectativas e estamos orgulhosos de ver os nossos automóveis nascerem a partir do uso de energia 100% limpa e renovável”, comenta Carlos Eigi, presidente da Honda Energy do Brasil.
 

Carlos Eigi, presidente da Honda Energy do Brasil

Carlos Eigi, presidente da Honda Energy do Brasil


Com o parque eólico de Xangri-Lá, que tem o objetivo de suprir toda a demanda de energia elétrica da fábrica de Sumaré, a Honda deixará de emitir 2,2 mil toneladas de CO2 por ano, cerca de 30% do total gerado pela planta de carros, que tem capacidade produtiva anual de 120 mil unidades.
O investimento constante em ações que reduzam os impactos ambientais das suas atividades e produtos é premissa da Honda. A empresa tem como meta global a redução de 30% das emissões de CO2 geradas em suas atividades até 2020. Para atingir esse objetivo, a Honda South America investiu aproximadamente R$ 164 milhões nas operações de motocicletas, produtos de força e automóveis no Brasil desde 2011
Parque Eólico de Xangri-Lá

Parque Eólico de Xangri-Lá


Em todas as unidades da Honda no mundo, o nível de CO2 emitido é constantemente monitorado, com planos de melhoria contínua. Os conceitos de Green Factory, Green Logistic, Green Dealer e Green Office adotados pela empresa consolidam ações de redução dos impactos ambientais em toda a cadeia produtiva, desde seus fornecedores, passando pelas fábricas e transporte de seus produtos até a rede de concessionárias.
No Amazonas, onde está localizada a fábrica de motocicletas, a Honda mantém duas reservas ambientais que preservam mais de 900 hectares de mata nativa e 3.015 hectares de árvores derivadas de reflorestamento, especialmente algumas espécies ameaçadas de extinção. Essas reservas tem capacidade de neutralizar o equivalente ao dobro de CO2 emitido anualmente pela fábrica de motocicletas.
 

Sem Comentários

Insira um Comentário