Fórmula 1: Mercedes poderia fornecer motores à Honda e Renault

Fórmula 1: Mercedes poderia fornecer motores à Honda e Renault

Mercedes-2015-Launch-Studio-10-27-2014-5-14-19-PM-750x490
“Tá de brincadeira é?”, como diria aquele ex-jogador comentarista de TV. O lance é o seguinte:a Mercedes disponibilizou-se a fornecer motores para Honda e Renault até ao final desta temporada. O objetivo? Evitar as penalizações por ultrapassarem o limite de motores permitidos enquanto melhoravam os seus próprios motores.
renault-f1-2014-engine-03-1
A informação do babado foi feita pelo próprio chefe da própria equipe  Mercedes, Toto Wolff. A proposta foi feita na última reunião do Grupo de Estratégia, mas foi amplamente rejeitada por Honda e Renault.
Untitled-26
“Temos que encontrar soluções para ultrapassar o atraso tecnológico entre os construtores que possuem o DNA da Fórmula 1?”, destacou Wolff. “A Ferrari descobriu um buraco nos regulamentos. Foi inteligente, mas gastou muito para melhorar os seus motores. Por isso, na última reunião do Grupo de Estratégia, resolvemos explorar mais um buraco nos regulamentos”, explicou o inglês.
toto
Perguntado sobre outras alternativas para reduzir a desvantagem dos outros construtores em relação à Mercedes, Wolff admitiu que votou contra a proposta que visa o descongelamento no desenvolvimento dos motores da Honda, Renault e Ferrari. “Não vejo qualquer vantagem nesta alternativa”, respondeu.
F1-turbo-power-units
“É injusto. Esse não é o DNA da Fórmula 1. Esta competição precisa de ser igual para todos. Logo, votamos contra porque não faz sentido descongelar o desenvolvimento dos motores para os outros construtores e deixar a Mercedes de fora disto”, concluiu Toto.

Sem Comentários

Insira um Comentário