Gastronomia: “Alice in Chains” inspira cardápio do Bones Gastropub

Gastronomia: “Alice in Chains” inspira cardápio do Bones Gastropub

Alice-In-Chains-Banner
A banda “Alice in Chains” surgiu em meio a cena alternativa de Seattle, no final da década de 80. As letras do grupo remetem ao caos interior de uma juventude sedenta e seus discos, ainda fazem a cabeça de quem procura no rock alternativo a arte e não apenas refrões comerciais.
Inaugurado no último dia 02/07, o Bones Gastropub carrega um pouco a energia do “Alice in Chains”, os pratos da casa foram batizados com canções da banda – “Sou um fã fervoroso do grupo”, conta Fabiano Gonçalves, proprietário do Bones, “além do estilo musical e da personalidade das letras, admiro muito a história da banda que perdeu seu frontman Layne Staley em 2002 e ressurgiu em 2009 com um novo vocalista e muita personalidade. Esse triunfo me inspira e considero uma excelente lição de vida”.
bones
A clássica Man in the box, do álbum Facelift, lançado em 1990, batiza o saboroso steak tartare de mignon com gema mole e chips de mandioquinha, R$ 21,00. Them Bones, faixa do segundo álbum da banda, Dirt de 1992, é representado pelo prato principal da casa, 300g de T-Bone, acompanhado de batata aos murros, alho e alecrim, R$ 49,00.  Ainda falando de Dirt, sujo, em inglês, o título faz analogia a costelinha de porco cozida na cerveja preta com cubos de banana da terra, puxada na manteiga de garrafa e vinagrete de jalapeño, R$ 29,00. Love, Hate, Love, que também está no álbum Facelift, batiza a saborosa porção de raviólis variados fritos, R$ 22,00.
O quarto álbum do Alice in Chains, Black Gives Way to Blue, lançado em 2009, traz a canção Private Hell, no Bones, a música serviu de inspiração para uma sobremesa “docemente exagerada”, canudos recheados com doce de leite, mousse de chocolate e creme de baunilha, R$ 14,00.
O menu ainda apresenta:
Sunshine (Facelift, 1990) – Mix de folhas, tomate, cebola roxa, tirinhas de frango com gergelim, pepino e manga com molho de ostra, R$ 15,00.
Grind (álbum homônimo, Alice in Chains, 1995) – Posta de pupunha com folhas e geleia de pimenta biquinho, R$ 15,00
Again (Alice in Chains, 1995) – Tábua de queijos (gorgonzola, brie, búfala, gouda e cabra) e azeitonas,  R$ 36,00.
Would (Dirt, 1992) – Língua de boi cozida por 6 horas, tomate concassé e purê de cara defumado, R$ 39,00.
God Am (Alice in Chains, 1995) – Carré de cordeiro marinado em ervas e vinho com aspargos grelhados e tirinhas de legumes, R$ 49,00
Rooster (Dirt, 1992) – Coxa de peru com molho de gengibre, shoyu e canjiquinha, R$ 36,00.
Hollow (The Devil Put Dinosaurs Here, 2013) – Guacamole com chips de tubérculos,   R$ 20,00.
Voices (The Devil Put Dinosaurs Here, 2013) – Miniburgers (6 un.), R$ 30,00
Godsmack (Dirt, 1992) – Rústicas com cheddar e bacon, R$ 24,00.
Choke (The Devil Put Dinosaurs Here, 2013) – Coxinhas de frango fritas com molho apimentado R$ 25,00.
Phamtom limb (The Devil Put Dinosaurs Here, 2013) – Linguiça acebolada na frigideira, acompanhada de pão e vinagrete, R$ 24,00
A casa ainda oferece uma generosa carta de cervejas com mais de 70 rótulos disponíveis. Destacam as tchecas (1795, R$ 21,00; Bernard Celebration, R$ 23,30), escocesas ( Brewdog Punk, 26,30; Brewdog Jack Hammer, R$29,50), belgas ( La Chouffe, R$ 23,40; Duvel, R$23,90), alemãs (Warsteiner, R$ 18,00; Berliner Kindl, R$21,60; Früh, R$ 21,90), norte-americanas (Anchor California Lager, R$ 23,40; Ballast Point Big Eye, R$ 26,40). A carta ainda conta com marcas da Holanda, Dinamarca, Inglaterra e Brasil.
Serviço:
11427274_687198881411694_1670830889_n
 
Bones Gastropub
Horários: terça e quarta 17h00 – 0h00, quinta e sexta 17h00 – 1h00, sábado 12h00 – 1h00.
Endereço: rua Simão Álvares, nº 484
Capacidade: 70 pessoas
Telefone/reservas: (11) 2579-8877
Estacionamento a 30m do local
Acesso para deficientes: SIM
Aceita cartões.
 

Sem Comentários

Insira um Comentário