Artecola Qímica é a mais internacionalizada do Brasil entre as empresas de até R$ 1 BI de receita

Artecola Qímica é a mais internacionalizada do Brasil entre as empresas de até R$ 1 BI de receita

 
artecola_premiodomcabral2015
A presença global da Artecola Química é destaque no Ranking das Multinacionais Brasileiras, elaborado pela Fundação Dom Cabral. O estudo, que analisa dados de multinacionais brasileiras atuantes no exterior com base no ano de 2014, mostra a Artecola Química como a mais internacionalizada do País entre empresas com receita de até R$ 1 bilhão no ano. Na classificação geral, a companhia ocupa a sétima posição, ressaltando sua importante presença no mercado internacional entre grandes da indústria brasileira.
No ranking geral, a empresa também alcança outras posições de destaque. É a sexta por índice de receitas, e a quinta colocada em número de funcionários. “A internacionalização permite que instabilidades locais, em determinados momentos, como no Brasil agora, sejam equalizadas pelo desempenho nos demais países. Isso não é acaso, é uma estratégia de muito sucesso, que faz com que a Artecola Química siga sólida e com bom desempenho, mesmo em um momento tão difícil como o atual na economia brasileira”, destaca a diretora executiva, Lisiane Kunst. Ela acrescenta que no primeiro semestre de 2015, 53% dos resultados da empresa foram provenientes das operações no exterior, percentual que sobe para 60% se forem considerados somente os últimos três meses.
artecola_fabricafotoaerea
 
A posição de destaque é comemorada especialmente pela constante ascensão – no ano passado, a Artecola Química foi a 9ª colocada no ranking e, em 2013, a 16ª. “O significado é muito importante porque mostra o sucesso de uma estratégia planejada e executada com o comprometimento de todos”, enfatiza a diretora. “Nosso planejamento estratégico rumo à internacionalização teve início em 1997, em uma perspectiva até 2010. Foi um período de muitos investimentos e aquisições para nos expandirmos na América Latina”, recorda. “Hoje já temos 2020 projetado e colhemos os frutos de um processo que nos permite diversificação de negócios, tecnologia e geografia, além de constante crescimento, com melhorias importantes de resultados a cada ano”, acrescenta.
Realizado desde 2006, o Ranking FDC das Multinacionais Brasileiras monitora anualmente o processo de internacionalização das empresas, considerando seu grau de presença no exterior. Os indicadores avaliados são as receitas, os ativos e o número de colaboradores fora do Brasil. Participam do levantamento empresas de capital e controle majoritariamente brasileiro, com atividades internacionais de manufatura, montagem e prestação de serviços ou que possuam centros de pesquisa e desenvolvimento, agências bancárias, franquias, escritórios comerciais, depósitos e centrais de distribuição em outros países.
 

Sem Comentários

Insira um Comentário