GP Japão: Voltou tudo ao normal

GP Japão: Voltou tudo ao normal

274953
Depois do apagão em Singapura, os carros da Mercedes voltaram a andar e não deram chances aos adversários. Lewis Hamilton venceu e segue firme rumo ao titulo
274921
No Japão, o mítico circuito de Suzuka, recebeu a 14ª etapa do Mundial de F-1. Havia expectativa de que a reação da Ferrari, acompanhada em Singapura continuasse. Foi só expectativa.
Nos treinos livres, com chuva, os carros da Mercedes quase que não deram o ar da graça. No classificatório, quando realmente valia, Nico Rosberg cravou a pole e o ‘humilde’ Lewis Hamilton foi o segundo colocado. O inglês ainda declarou que seria difícil brigar pela vitória.
A dificuldade durou até as luzes vermelhas apagarem. O atual campeão do mundo tomou a ponta e não largou mais até a bandeirada final.
Um pouco mais difícil foi para Rosberg. O alemão perdeu a segunda colocação porque se atrapalhou na largada, caiu para o quarto lugar. Não ficou preocupado, foi andando e na segunda parada tomou a posição que era de Sebastian Vettel (Ferrari).
274961
Ruim foi para os Felipes brasileiros. Massa (Williams), que saiu na quinta posição, encontrou Daniel Ricciardo (RBR) logo na primeira curva. Ambos tiveram pneu furado. Foram para o box, voltaram, mas não conseguiram sair das últimas posições.
274928
Já Nasr (Sauber) largou bem, figurou entre os 10 primeiros, e abandonou na volta 50. O carro tinha problema de aderência e o brasileiro não conseguiu fazer nada.
274738
Empolgante mesmo foram as brigas pelas posições intermediárias. Fernando Alonso (McLaren), Sergio Perez (Force India), Daniil Kvyat (RBR) e Marcus Ericsson (Sauber), respectivamente 11º a 14º passaram o tempo todo disputando posições. Tiraram a atenção do pelotão da frente.
274954
O que ficou confirmado é que a Mercedes não se acertou com pista de Singapura. A Ferrari evolui, mas não consegue chegar nos alemães e a Williams parou. A Ferrari aumenta a distância prova a prova e deixa o time de Frank na condição de terceira força. Espero que já estejam pensando e trabalhando para a próxima temporada. Se não, correm o risco de perder mais terreno.
274926
Marcaram pontos no GP do Japão

  1. Lewis Hamilton
  2. Nico Rosberg
  3. Sebastian Vettel
  4. Kimi Raikkonen
  5. Valtteri Bottas
  6. Nico Hulkenberg
  7. Romain Grosjean
  8. Pastor Maldonado
  9. Max Verstappen
  10. Carlos Sainz Jr

 
O campeonato é liderado com folga por Hamilton com 277 pontos, Rosberg soma 229 e Vettel é o terceiro, tem 218 pontos. Felipe Massa é o sexto com 97 e Nasr tem 17 pontos na 13ª posição.
Depois de duas semanas seguidas, a F-1 dá um tempo. Volta dia 11 de outubro com o GP da Rússia.
Rapidinhas
Motor de GP 2
274942
A McLaren faz uma de suas piores temporadas. O estreante motor da Honda não tem potência e faz com que seus pilotos Fernando Alonso e Jenson Button briguem no final do pelotão. O espanhol já é o mais ultrapassado da temporada. Durante a corrida ele não se conteve e, mesmo na casa da Honda, soltou no rádio: “motor de GP2”.
Era melhor abandonar
274978
O acidente na largada, além de jogar Massa para a última posição, fez com que perdesse uma volta. Passou a maior parte da corrida sem nem aparecer na cronometragem oficial. Perguntado se valeu continuar, ele foi sincero: “Na verdade não, só se tivesse acontecido um safety car. A equipe achou que era melhor continuar esperando alguma chance. Com uma volta atrás, era difícil ultrapassar e eu tinha que ficar deixando os outros passar o tempo todo”.274921
Ayrton Senna inesquecível
Ao vencer no Japão, Hamilton chegou a 41 vitórias e igualou a marca de Ayrton Senna. O inglês comemorou e reverenciou o brasileiro. “Estou tão feliz. Não sou um cara de chorar, mas estou cheio de alegria hoje. Chegar aqui em um circuito no qual eu adorava ver o Ayrton pilotar e igualar suas vitórias, não sei o que dizer. Não parece real no momento”. Além disso, publicou uma foto de Senna em sua conta do Instagram.

Sem Comentários

Insira um Comentário