Fórmula 1: o que fazer se a Red Bull e Toro Rosso deixarem a categoria?

Fórmula 1: o que fazer se a Red Bull e Toro Rosso deixarem a categoria?

_A1G4619-M
E se a Red Bull resolver mesmo sair da Fórmula 1? Um grid cada vez menor? Número menor de vagas na categoria/ A preocupação é grande, pois uma equipe que até dois anos atrás ganhava tudo e terminas desse jeito cheira mal.
Algumas alternativas já começam a ser analisadas e pensadas com muito carinho. Uma delas é o aumento do número de carros por equipes: de Fórmula 1 para um terceiro carro, para dar resposta ao possível desaparecimento de algumas equipes, com a possibilidade cada vez mais forte da Red Bul e Toro Rosso abandonarem em 2016.
“Se uma equipe sair, e já tivemos essa discussão sobre a Lotus há algum tempo, a solução será ter os terceiros carros para completar o grid. É uma ideia animadora!”, sugeriu “boss” da Mercdes-Benz,  Toto Wolff. Ele garante que isto não significa que deseje que a Red Bull abandone a Fórmula 1, muito pelo contrário. Seria uma péssima notícia e prejudicaria a competição. Espero que tomem uma decisão benéfica para a Fórmula 1. Há uma pessoa (Dietrich Mateschitz) que vai tomar a decisão e não posso comentar sobre isso porque não sei.”
Toto-Wolff
Embora seja o primeiro a trazer a tona a ideia dos terceiros carros, Wolff garante que o assunto ainda não foi discutido. “Não, porque a prioridade é que continuem na Fórmula 1”. “Prefiro ter a Red Bull do que terceiros carros e uma grid com 27 ou 28 carros com jovens promissores, mas esta é definitivamente uma das opções”, diz o mandatário da Mercedes-Benz.
Curiosamente, a Red Bull, juntamente com a Mercedes, Ferrari e McLaren, comprometeram-se em correr com três carros para suprir  a ausência da Marussia. Porém, como a Marussia foi salva, correndo hoje em dia como Manor, o plano não saiu do papel.
 

Sem Comentários

Insira um Comentário