ABRACICLO:  recuo nas vendas e produção em 12% no mercado  em setembro

ABRACICLO:  recuo nas vendas e produção em 12% no mercado  em setembro

3d render illustration of a red arrow collapsing and breaking through the ground
Conforme levantamento divulgado pela ABRACICLO, Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares, saíram das fábricas 104.388 motocicletas em outubro, volume 12,1% inferior ao apresentado no mês anterior. Sob o mesmo período de 2014, a queda foi de 27,8%. No acumulado do ano, foram produzidas 1.137.103, o que corresponde a 174.020 unidades a menos que os primeiros dez meses do ano passado.
No atacado – vendas das fabricantes para as concessionárias – foram comercializadas 91.205 unidades, frente a 104.403 em setembro – recuo de 12,6%. Com relação a outubro do ano passado (129.146), a retração foi de 29,4%. De janeiro a outubro de 2015, as vendas totalizaram 1.050.282, menos 146.204 unidades que o registrado no acumulado de 2014.
Abraciclo_640x408
Com base nos licenciamentos registrados pelo Renavam (Denatran), foram emplacadas 89.020 motocicletas no décimo mês do presente ano, significando quedas de 9,3% ante o volume de setembro (98.101) e de 26% em relação a outubro de 2014 (120.317).
No acumulado do varejo deste ano, foram comercializadas 1.036.416 motocicletas, ante 1.190.031 unidades em igual período de 2014, o que corresponde a uma retração de 12,9% nos negócios. Com o mesmo número de dias úteis, a média diária de vendas em outubro ficou em 4.239, 9,3% abaixo de setembro (4.671). Em relação à média diária do mesmo mês de 2014 (5.231), a retração foi de 19%.
As exportações somaram 10.959 motocicletas no mês passado, com alta de 12,5% em relação a setembro (9.740 unidades). Em comparação com o mesmo período de 2014 (7.107), as exportações evoluíram 54,3%. De janeiro a outubro foram exportadas 56.881 motocicletas, volume 27,7% abaixo do registrado no mesmo período de 2014, que havia totalizado 78.648 unidades.

Marcos Fermanian, presidente da ABRACICLO

Marcos Fermanian, presidente da ABRACICLO


“Apesar do cenário atual, a chegada do verão, com o clima mais propício ao uso de veículos de duas rodas, além do pagamento do 13º salário, a expectativa é que haja um estímulo na demanda de motocicletas no final do ano”, afirma Marcos Fermanian, presidente da Abraciclo.

Sem Comentários

Insira um Comentário