Magneti Marelli celebra 40 anos do Proálcool no Brasil e seu pioneirismo no sistema “flex”

Magneti Marelli celebra 40 anos do Proálcool no Brasil e seu pioneirismo no sistema “flex”

109925_5933_big_MagnetiMarelli1
A Magneti Marelli, uma das principais fabricantes de sistemas e componentes automotivos de alta tecnologia do mundo e a primeira a lançar comercialmente o software para o sistema bicombustível, comemora os 40 anos do Programa Nacional do Álcool (Proálcool), considerado o mais bem-sucedido modelo de substituição do petróleo por um combustível alternativo, em larga escala. Historicamente na vanguarda das tecnologias empregadas pelo setor automotivo, a Magneti Marelli conquistou a liderança do mercado com o desenvolvimento de softwares para o sistema multicombustível, tornando-se a maior fornecedora do segmento.
Apesar de bem-sucedido, o Proálcool atravessou um período crítico no final dos anos 90. Entre 1996 e 2002, a produção de veículos movidos a etanol foi praticamente a zero. O combustível começou retomar o mercado em 2003, quando a Magneti Marelli lança o SFS® (Softtware Flexfuel Sensor), que revolucionou a indústria automobilística, equipando o Volkswagen Gol, primeiro modelo nacional comercializado com o sistema, cujo maior diferencial é o software que gerencia a queima do álcool, da gasolina ou de qualquer proporção de mistura entre os dois combustíveis no motor.
20150115084759f44wMWh723
Desde o lançamento do SFS®, a Magneti Marelli tem trabalhado na evolução contínua do software para torná-lo cada vez mais eficiente. Prova disso é a nova geração de ECU (Electronic Control Unit ou unidade de controle eletrônico), lançada no final de 2014 com ainda mais capacidade de processamento de dados, que integra novos algoritmos de cálculo, tornando o SFS® ainda mais eficaz e, consequentemente, reduzindo o consumo e a emissão de poluentes.
Atualmente, a Magneti Marelli é líder no segmento de bicombustíveis no mercado brasileiro e fornece seu sistema para as montadoras CAOA/Hyundai, Fiat, Ford, Mitsubishi e Volkswagen.
Outro destaque foi a construção de uma nova fábrica para produção dos bicos injetores batizado pela Magneti Marelli de Pico Eco® desenvolvido especificamente para motores bicombustíveis. Foram investidos US$ 25 milhões nessa nova linha, que desde sua inauguração em 2009, já produziu mais de 16 milhões de bicos injetores.
A Magneti Marelli do Brasil desenvolve e fornece tecnologias que agregam o que há de mais moderno em nível mundial, com baixo custo e priorizando o conforto dos usuários e a sustentabilidade. Além do sistema flex, outro exemplo dessa competência é o câmbio automatizado Free Choice®, desenvolvido originalmente para a Fórmula 1 e que estreou no mercado automotivo nacional em 2008, equipando o Fiat Stilo e, atualmente, presente na linha Dualogic, da Fiat, e iMotion, da Volkswagen (exceto up!).
Líder de mercado com mais de 90% de participação, trata-se de um sistema de troca de marchas robotizado que aposenta o pedal da embreagem. O recurso permite ao motorista acostumado ao câmbio manual uma experiência inédita de conforto na condução, com a utilização do modo automático ou manual, além de proporcionar redução do consumo de combustível e melhorias no desempenho do veículo.
Desde o seu lançamento, a Magneti Marelli vem investindo na evolução do Free Choice®, sempre priorizando a segurança e o conforto. Exemplos são o Acelerômetro, capaz de reconhecer quando o veículo estiver em uma via inclinada, suavizando a arrancada e troca de marchas em rampa, além das funções Creeping – coloca o carro em movimento ao se aliviar o pé do freio, facilitando manobras de estacionamento e garantindo mais conforto no tráfego lento das grandes cidades – e Auto Up-shift Abort, que garante ultrapassagens mais seguras ao “perceber” a intenção de manobra do condutor, proporcionando respostas mais rápidas ao comando do acelerador

Sem Comentários

Insira um Comentário