Serviço: além da calibragem, confira 5 cuidados com os pneus do carro

Serviço: além da calibragem, confira 5 cuidados com os pneus do carro

pneu
Muita gente só se recorda dos cuidados com os pneus quando eles acabam furados e é preciso substitui-los, ou na hora de calibrar nos postos de gasolina. Em muitos casos, entretanto, essa negligência pode também significar um risco ao pilotar, principalmente nos dias de chuva ou para longas distâncias. Dentre os mais diversos mecanismos do carro, o cuidado com os pneus deve estar entre os primeiros da lista para garantir que haja segurança e tranquilidade, mesmo no perímetro urbano. Alguns cuidados são básicos, por isso vale a pena sempre seguir à risca e se lembrar destes cinco itens abaixo.
Sulcos
O padrão é internacional, conhecido como TWIs (Tread Wear Indicators), estipula como 1,6 mm a medida para os sulcos. Abaixo disso, os pneus já podem ser considerados “carecas”, o que aumenta muito o risco durante os dias de chuva. O carro pode aquaplanar e o motorista pode até mesmo perder o controle da direção em muitos casos. Outra questão fica por conta daqueles que acabam riscando os pneus para aumentar sua vida útil. Essa atitude é condenável tanto por fabricantes quanto por especialistas.
Validade
Todos os pneus possuem um prazo de validade. É preciso verificar qual a validade do seu equipamento para garantir que o material mantenha suas qualidades iniciais e que ele possa ser utilizado. Por isso, é sempre indicado comprar um pneu novo em revendedoras oficiais, como aqui. Isso evita adquirir pneus usados ou com o prazo de validade próximo à data da compra.
Excesso de peso
O excesso de peso, tanto em bagagem quanto ao transportar um número de pessoas maior do que o indicado, acaba fazendo com que vida útil do pneu seja reduzida em até 30%. Ou seja, é sempre bom manter o carro calibrado e sem estar sobrecarregado, tanto para os pneus quanto para os diferentes mecanismos do veículo.
Tudo isso deve estar combinado também com a pressão indicada do veículo, definida pelo fabricante. A pressão abaixo do indicado aumenta a área de contato com o piso e gera maiores desgastes. Já em excesso, ela desestabiliza em curvas e gera até rachaduras na base dos sulcos.
Rodízio
Muita gente não sabe, mas é preciso trocar também a posição dos pneus ciclicamente. Isso é necessário pelo peso que oscila entre as partes do carro, o que gera um desgaste maior de alguns pneus se a troca não for feita por muito tempo. O aconselhável é que ela seja feita de 2 em 2 meses, no mínimo. O processo é simples, as rodas traseiras são trocadas pelas dianteiras.
Suspensão
O cuidado com os pneus não deve ficar apenas restrito aos próprios materiais. Deve-se incluir a preocupação com a suspensão, conservando-a em bom estado. Isso influencia diretamente no alinhamento do veículo e a dirigibilidade. Uma suspensão mal calibrada e com peças desgastadas provoca uma direção sem muito controle e desalinhada, dando insegurança ao motorista. Elas precisam estar calibradas e as peças sem desgaste.

Sem Comentários

Insira um Comentário