Fórmula 1: Alfa Romeo está com um “pé” na categoria

Fórmula 1: Alfa Romeo está com um “pé” na categoria

alfa-romeo

Parece que agora vai. O presidente da Fiat Chrysler Automobiles (FCA), Sergio Marchionne, voltou a admitir um possível retorno da Alfa Romeo à Fórmula 1. “Para poderem restaurar o seu nome, até como marca esportiva que é, eles devem considerar a volta à Fórmula 1. Como? Provavelmente com uma colaboração com a Ferrari.”, disse Marchionne à Gazzetta dello Sport.

Sergio Marchionne,  CEO, Chrysler Group LLC & Fiat, makes his Center for Automotive Research Management Briefing Seminars Automotive Session, "Prosperity Amid Uncertainty" and "Rebuilding the New North American Supplier Sector" presentation, August 3, 2011, Traverse City.  (Joe Wilssens photo)

Ao contrário de uma parceria e possível troca de designação, como chegou a ser ponderado pela Aston Martin e a Force India, o retorno da Alfa Romeo seria como construtor. “A Alfa Romeo é capaz de fazer seu próprio chassis, assim como são capazes de fazer o seu próprio motor. O importante é que outro grande fabricante entre no esporte”, explicou Marchionne. A marca italiana até poderia considerar outras categorias, como a as 24 Horas de Le Mans e o Mundial de Endurance, mas Marchionne não esconde o desejo: “Preferia vê-los na Fórmula 1.”

Bruno Giacomelli on Alfa Romeo, French GP, Dijon-Prenois 1979

Bruno Giacomelli, ao volante da Alfa Romeo,no GP da França, em Dijon-Prenois 1979

A Alfa Romeo garantiu dois títulos de marcas na Fórmula 1. O primeiro foi em 1950, com o 158, através de Giuseppe Farina, e novamente em 1951 com o 159, com Juan Manuel Fangio ao volante.

image1.img.640.medium

Giuseppe Farina: campeão em 1950

A Alfa Romeo foi fornecedora de motores nas décadas de 1960 e 1970, antes de regressar como construtor entre 1979 e 1985. Ao todo, a Alfa Romeo disputou 110 G Ps, conquistando 11 vitórias.

 

Sem Comentários

Insira um Comentário