TV: “The Blues”, série com produção de Scorcese, é o destaque no canal Curta!

TV: “The Blues”, série com produção de Scorcese, é o destaque no canal Curta!

images

O Canal Curta! exibe “The Blues”, série produzida por Martin Scorcese, com sete documentários dirigidos por diretores renomados como Wim Wenders e Clint Eastwood. Em cada capítulo, os cineastas tentam captar a essência do estilo musical explorando sua origem e difusão pelo mundo. “Com vontade de ir para casa”, do próprio Scorcese, é o episódio desta Segunda da Música, dia 29, e homenageia o delta blues. No longa, o músico americano Corey Harris embarca em uma busca pelas origens do estilo viajando pelo rio Mississipi e o oeste da África.

scorsese2

Na Terça das Artes, dia 1º, vai ao ar “Lugares do Afeto – A Fotografia de Luiz Braga”, da diretora Jorane Castro. O documentário acompanha o trabalho do conhecido fotógrafo paraense, que procura retratar em suas imagens o imaginário da vida amazônica. Luiz Braga possui o olhar de conhecedor da região, com registros sutis e que fogem do óbvio.

A ideia para rodar o filme “Histórias Que Só Existem Quando Lembradas”, que vai ao ar na Quarta do Cinema, dia 2, surgiu quando, em 1999, a cineasta Julia Murat encontrou um cemitério fechado em uma pequena vila do Forte Coimbra, distrito localizado no município de Corumbá, no Mato Grosso do Sul. Por conta disso, os moradores eram obrigados a enterrar seus amigos e familiares numa cidade vizinha, a sete horas de barco. Selecionado para o Festival de Veneza, Toronto, San Sebastian e Rotterdam, e vencedor de mais de 25 prêmios internacionais, o filme marcou a estreia de Julia na direção de longas. No enredo, Rita (Lisa E. Favero) é uma jovem fotógrafa que chega a Jotuomba, no interior do estado do Rio de Janeiro. Ela encontra uma cidade praticamente devastada pelo tempo e ignorada pela tecnologia. Lá, conhece Madalena (Sonia Guedes), uma velha padeira que continua vivendo no local com um pequeno grupo de pessoas. As duas desenvolvem uma estranha e afetuosa relação.

Blues

Ainda na quarta, o “A Vida É Curta!” traz filmes que falam sobre avós com duas estreias do uruguaio Michael Wahrmann. Primeira delas, “Oma” é um premiado documentário realizado por Wahrmann, conhecido como Misha, sobre a sua relação de desencontro de linguagens com a avó alemã. Na sequência, “Avós” vai ao ar pela primeira vez no canal e conta a história de Leo um menino que ganha meias de uma das avós e, da outra, cuecas. O avô o presenteia com uma câmera, através da qual ele mostra sua tentativa de trocar os presentes que recebeu. Para encerrar, “Olhos de ressaca”, de Petra Costa, conta a história de Vera e Gabriel, que estão casados há 60 anos. No filme, eles divagam acerca da própria história: os primeiros flertes, o nascimento dos filhos, a vida e o envelhecer. Entre as recordações, imagens de arquivo familiar se confundem com imagens do presente, tecendo um universo afetivo e onírico.

No dia 3, a Quinta do Pensamento apresenta o documentário “Chomsky & Cia”. A visão crítica do filósofo sobre as contradições das democracias neoliberais é o foco do filme, que traz depoimentos do próprio Chomsky, dificilmente disponível para entrevistas, e de adeptos de uma filosofia política e social mais libertária em todo o mundo. Com um toque de humor, a produção mescla essas entrevistas com imagens de arquivo, fugindo de vícios acadêmicos.

Born Free – Os Filhos da Revolução” é a atração da Sexta da Sociedade, dia 4. Produção de 2014 dirigida por Bernardo Rebello, o filme mostra diferentes gerações de duas famílias sul-africanas, os Pooe e os Sibeko, impactadas pelo apartheid em proporções diferentes. A história mostra a luta dos avós, tratados como cidadãos inferiores e que só tiveram a chance de votar em 1994; dos pais, que cresceram sob uma sociedade racista dominada por uma minoria branca e, dos netos, que vivem em uma África do Sul livre, após a eleição de Nelson Mandela como primeiro presidente negro do país. Duas décadas após o fim do regime, o documentário também mostra os novos rumos enfrentados pela África do Sul com sua democracia emergente. A obra foi filmada na época das eleições presidenciais de maio do ano passado.

 

SEGUNDA DA MÚSICA

Blues – Com Vontade de Ir Para Casa (série)

O renomado cineasta Martin Scorsese homenageia um dos mais antigos tipos de blues: o delta blues. O músico americano Corey Harris busca o nascimento e as origens do estilo viajando pelo rio Mississipi e visitando o oeste da África. Não perca performances originais de Willie King, Taj Mahal, Otha Turner e raras imagens de arquivo de Son House.

Diretor: Martin Scorcese

Duração: 76 min. Ano: 2003

Exibição: 29 de fevereiro, segunda-feira, às 22h15m

Horários alternativos: Dia 1 de março, terça-feira, às 2h15 e às 16h15/ Dia 2 de março, terça-feira, às 10h15m

Classificação: Livre

TERÇA DAS ARTES

“Lugares do Afeto – A Fotografia de Luiz Braga” (documentário)

A fotografia de Luiz Braga constituiu-se pela busca incessante de uma linguagem que traduza o imaginário profundo da vida amazônica. Ele captura a cultura de sua região com olhar de conhecedor, não de um visitante. Ele registra a realidade contemporânea, não o exótico, retratando a sutil sensualidade do Amazônia.

Diretor: Jorane Castro

Duração: 70 min. Ano: 2008

Exibição: Dia 1º de março, terça-feira, às 22h30m

Horários alternativos: Dia 2 de março, quarta-feira, à 2h30m e às 16h30m

Classificação: Livre

 

QUARTA DE CINEMA

A Vida é Curta dessa semana tem como tema “Avós” e estreia duas produções do diretor Michael Wahrmann: “OMA” e “Avós”

Nesta quarta, o “A Vida é Curta” vai trazer filmes que possuem como tema os “Avós”, estreando “OMA” e “Avós”, além exibir “Olhos de Ressaca”, de Petra Costa. Em “OMA”, o diretor uruguaio Michael Wahrmann conta s sua relação com sua avó alemã e a barreira linguística e cultural de dois países diferentes. A obra venceu o Festival de Las Palmas como melhor curta-metragem e recebeu menção honrosa no Festival Internacional de Berlin. Já em “Avós”, uma criança recebe uma câmera super-8 e, com ela, decide filmar toda a troca de presentes que recebeu de suas avós em seu aniversário. “Olhos de Ressaca” traz o casal Vera e Gabriel discutindo acerca de envelhecimento e amor, resgatando memórias através de um diário existencial.

Estreia: 2 de março, quarta-feira, às 20h

Horários alternativos: Dia 3 de março, quinta-feira, às 0h e às 14h/ Dia 4 de março, sexta-feira, às 8h e Dia 5 de março, sábado, às 6h

Classificação: Livre

História Que Só Existem Quando Lembradas (documentário)

Jotuomba é uma cidade fictícia, ambientada no Vale do Paraíba, onde nos anos 30 grandes fazendas de café faliram e cidades antes ricas se tornaram quase fantasmas. Lá vive Madalena, a velha padeira, presa à memória de seu marido morto e enterrado no único cemitério da cidade, hoje trancado. Rita, uma jovem fotógrafa, chega à cidade e pouco a pouco modifica o cotidiano de Madalena.

Diretor: Julia Murat

Duração: 98 min     Ano: 2011

Exibição: 2 de março, quarta-feira, às 22h

Horários alternativos: Dia 3 de março, quinta-feira, às 2h e às 16h/ Dia 4 de março, sexta-feira, às 10h

Classificação: 10 anos

QUINTA DO PENSAMENTO

Chomsky & Cia – Parte 1 (série)

Linguista, filósofo e ativista político, Noam Chomsky possivelmente se tornou um dos pensadores mais influentes desde a segunda metade do século XX. Neste documentário, Daniel Mermet e Olivier Azam decidiram focar nos seus ideais políticos, muitas vezes controversos em sua maneira de compreender os truques e paradoxos no funcionamento das democracias neoliberais. E além de conseguirem entrevistar o Chomsky, dificilmente disponível, os diretores embarcam em uma viagem através de muitas cidades americanas e europeias, a fim de encontrar seguidores diferentes de uma forma libertária de pensamento que rejeitam as ideias triviais para terem uma melhor compreensão da realidade política e social. O documentário constrói um percurso complexo que revitaliza o uso de imagens de arquivo com montagens eloquentes e um pouco de humor, bem como entrevistas com intelectuais expositivas, longe de qualquer vício acadêmico. Além disso, esta jornada doutrinária mostra que Chomsky, com 85 anos, ainda é um dos pensadores mais lúcidos em nossos dias.

Diretor: Daniel Mermet

Duração: 54 min. Ano: 2008

Exibição: 3 de março, quinta-feira, às 21h35m

Horários alternativos: Dia 4 de março, sexta-feira, às 1h35 e às 15h35/ Dia 7 de março, segunda-feira, às 9h35m

Classificação: 12 anos

SEXTA DA SOCIEDADE

Born Free – Filhos da Revolução (documentário)

A África do Sul voltou às urnas em 7 de maio de 2014 para escolher um novo líder. Entre os milhões de eleitores, estava uma geração que votava pela primeira vez, uma geração conhecida como “os born free.” O documentário “Born Free” está focado em três gerações de duas famílias negras Sul-Africanas que sofreram as injustiças do regime do apartheid por causa da cor de sua pele . Histórias de pais, filhos e netos que refletem a luta por uma África do Sul livre.

Diretor: Bernardo Rebello

Duração: 86 min. Ano: 2015

Exibição: 4 de março, sexta-feira, às 22h30m

Horários alternativos: Dia 7 de março, segunda-feira, às 16h30/ Dia 8 de março, terça-feira, às 10h30m

Classificação: Livre

 

 

Sem Comentários

Insira um Comentário

0Shares