Arte: Citroën do Brasil e o Banco Citroën patrocinam a exposição “Aprendendo com Dorival Caymmi: Civilização Praieira”

Arte: Citroën do Brasil e o Banco Citroën patrocinam a exposição “Aprendendo com Dorival Caymmi: Civilização Praieira”

Dorival Caymmi - Algodão

A Citroën do Brasil e o Banco Citroën patrocinam a exposição “Aprendendo com Dorival Caymmi: Civilização Praieira”, uma realização do Instituto Tomie Ohtake, que conta também com o apoio da One Health e da Sertrading. Entre as mais importantes do ano no circuito, a mostra é recebida no Instituto Tomie Ohtake, em São Paulo entre 2 de março e 1º de maio, sob a curadoria de Paulo Miyada. Como parte da ação, clientes convidados das marcas Citroën e DS poderão resgatar como benefício no portal MyCitroën (www.mycitroen.com.br) o convite para a reservada noite de estreia.

Além da ação com proprietários de modelos da Marca, por dois fins de semana, o recém-lançado Citroën AIRCROSS ficará exposto no local para o público geral conhecer todas as novidades deste carro, que, assim como as belas canções de Caymmi, também combina com o “clima praiano”.

“É de extrema importância para a Citroën incentivar a Cultura em cada país onde atua, pois faz parte de sua própria história como empresa e como marca em si. Nesse sentido, a oportunidade de patrocinar esta exposição veio, na verdade, como um presente tanto para nossos clientes quanto para a Marca. Trata-se de um movimento artístico de extrema importância que se aprofunda nas raízes deste país tão rico musicalmente e de uma miscigenação cultural tão simbólica”, explica Nuno Coutinho, diretor de Marketing da Citroën do Brasil.

A partir das canções praieiras do compositor baiano, a ideia da curadoria da mostra foi trazer para o público a atmosfera idílica e o tempo expandido que o gênero musical inventado por Dorival Caymmi conseguiu perpetuar no imaginário coletivo do brasileiro. Para isso, artistas de gerações e origens geográficas diferentes foram convidados a montar criar o ambiente do que poderia ser uma civilização praieira.

Assim, além de músicas e material visual sobre Caymmi, as 33 paisagens do marinheiro-feitor-pintor José Pancetti tomam a dianteira na construção da exposição, onde a noção de progresso faz pouco sentido. Já o mobiliário do carioca Sergio Rodrigues  (que na década de 1950 fez sua loja Oca ‘pés na areia’) e as ideias sobre arquitetura, design e moda ajustadas para o homem dos trópicos de Flávio de Carvalho arrematam a ambientação da mostra. Documentos, ideias, imagens e obras de outros artistas complementam o percurso marcado pelo caráter sinestésico proposto pelo curador.

Para que o público possa mergulhar ainda mais neste universo praieiro, o Instituto Tomie Ohtake preparou uma brochura para os visitantes acompanharem a exposição, com textos sobre os artistas, suas histórias, obras e produções.

Exposição: Aprendendo com Dorival Caymmi: Civilização Praieira

Inauguração: 02 de março, às 20h (convidados)

Até 1º de maio de 2016 – terça a domingo, das 11h às 20h – grátis

Instituto Tomie Ohtake

Av. Faria Lima 201 (Entrada pela Rua Coropés 88) – Pinheiros SP

Metrô mais próximo – Estação Faria Lima/Linha 4 – amarela

Fone: 11 2245 1900

De terça-feira a domingo, das 11h às 20h

 

Sem Comentários

Insira um Comentário