Fórmula 1: Hamilton “paga o pato” pelo erro de Rosberg

Fórmula 1: Hamilton “paga o pato” pelo erro de Rosberg

F1-16-Hamlton-e-Rosberg-Espanha-807x346

Hamilton pagou o pago! A culpa pelo acidente no GP da Espanha foi do companheiro de equipe Nico Rosberg. E quem mostrou o detalhe foi a Federação Internacional de Automobilismo (FIA) divulgou um vídeo que mostra mais detalhes sobre as razões que levaram ao acidente..

Os dois tocaram-se antes da Curva 4, depois de uma tentativa de ultrapassagem de Hamilton. A partir da câmera on board é possível ver que Rosberg e Hamilton estavam em modos diferentes de configuração de motor ao alinhar no grid de largada.

f1_hamilton_rosberg_1

A causa do acidente se deu após a largada: o Mercedes de Rosberg entrou no modo anterior, de economia de potência, e viu a velocidade reduzida drasticamente, nomeadamente na reta antes da Curva 4.

Segundo o relatório da direção de prova, de repente, Rosberg passou a ter menos 17 km/h que Hamilton. O inglês revelou que descobriu que o colega de equipa estava com a configuração errada ao notar a luz vermelha a piscar na parte de trás do monolugar.

f1_hamilton_rosberg_3-690x346

Ciente da diferença de velocidade, Hamilton tentou ultrapassar imediatamente, por dentro da curva 4. Quase em simultâneo, Rosberg, ao perceber que estava perdendo velocidade, colocou a alavanca de configuração de motor na posição certa, e guinou para a direita. O alemão garantiu que o movimento foi consciente, para impedir que Hamilton tentasse o ataque, e não porque perdeu o foco na pista ao olhar para o volante.

O movimento dos dois, quase simultâneo para a direita foi crucial para o acidente. Sem espaço, Hamilton foi à relva, despistou-se e acabou por abalroar o carro do colega de equipe. A Direção de Corrida classificou o caso como acidente de corrida. Cientes da configuração errada do motor de Rosberg e da diferença de velocidade entre os carros, os comissários concluíram que o alemão “tinha direito” de executar o movimento para defender a posição, ao mesmo tempo que a tentativa de ultrapassagem de Hamilton era “razoável”.

 

Sem Comentários

Insira um Comentário