Fórmula 1: Barbados pode receber um Grande Prêmio em 2017

Fórmula 1: Barbados pode receber um Grande Prêmio em 2017

 

4eef8397079a55e3860fd562697e045c

A Fórmula 1 está mesmo deixando de ser uma categoria elitizada e ser considerada uma categoria, digamos, europeia. A pergunta que está sendo feito ultimamente é “que país será escolhido para receber um GP de Fórmula 1”? Esta é a pergunta que se coloca, tantos são os “destinos” apontados que, depois de confirmada a realização do GP da Europa, no Azerbeijão, agora aparece a paradisíaca Ilha de Barbados, no Caribe, que se mostram interessados em acolher a competição.

 

Mark Maloney

Mark Maloney

O objetivo é do multimilionário Mark Maloney, que pretende utilizar um circuito que está pré-construído desde 1970 para o projeto de um GP em Barbados. “Já temos um circuito que está pré-construído desde 1970, com capacidade para 30 mil pessoas (10% da população de Barbados). O nosso plano era apresentar este projeto em 2013. Mas aí não tínhamos dinheiro suficiente para reconstruir o circuito”, disse. “Hoje temos um forte orçamento. Vamos apresentar os nossos planos a Ecclestone nos próximos dias. É algo que vai envolver algo em torno dos 90 milhões de euros (R$ 360 milhões). A FIA já está apoiando o nosso projeto. Mas vamos precisar de investidores para nos ajudarem a manter um GP de F1 por ano até 2020.”

Autódromo de Barbados

Autódromo de Barbados

Quanto ao traçado, Maloney refere que: “Gostaria de construir um circuito com quase 6.5 km, por isso estou ansioso por adquirir terrenos a norte das instalações. Um grande circuito significa que podíamos apontar ao estatuto de Grau II da FIA, então poderíamos atrair outras competições a esse nível, como o WTCC ou a Fórmula V8 3.5. Haverá uma parte que irá mesmo passar bem perto do mar. O que deverá ser muito bom para atrair turistas para a ilha”, finalizou.

 

 

 

 

Sem Comentários

Insira um Comentário