Polêmica: o “politicamente incorreto” manual de proprietário da Fiat

Polêmica: o “politicamente incorreto” manual de proprietário da Fiat

assedio-sexual

Em tempos onde o abuso sexual das mulheres está em pauta, tem gente que parece estar de brincadeira com este fato marcante. Este é o exemplo da Fiat Argentina que, no seu Manual de Proprietário, fez uma brincadeira de péssimo gosto. Obviamente que a marca foi obrigada a retirar de circulação tal piada de péssimo gosto.

fiat_manual_1-807x346

A ideia da Fiat era brincar com as capacidades de direção de homens e mulheres, mas os textos acabaram por desencadear muitas críticas perante frases como “se a saia não for curta mas o motorista tiver uma mão irrequieta, ela deve viajar no banco de trás”.

No Manual, o motorista é sempre descrito como o macho alfa o acompanhante é, invariavelmente, uma mulher. As referências sexistas sucedem-se: “as acompanhantes  devem ter, no mínimo, pernas bonitas”.

mulher-alisando-pernas

Outro conselho de utilização que provocou polêmica: ao condutor, pedia-se que se comportasse com um cavalheiro e desse carona as amigas da companheira ou namorada, tomando o lugar do “macho alfa”. O título deste trecho informativo era sugestivo: “Chofer com amor”.

Ou até a descrição de sistemas da buzina para “buzinar para uma moça” ou o de aquecimento do habitáculo como uma forma de “levar uma moça de quem se gosta a tirar a roupa”, obrigaram a marca a retirar o polémico manual.

fiat_manual_3-807x346

A Fiat já garantiu que o manual foi “retirado de circulação”, e garantiu que não teve intenção de “desrespeitar ninguém”. A ação foi condenada por vários grupos de ativistas argentinas que combatem a violência contra a mulher. Ainda bem que tal piada de mau gosto não chegou aqui no Brasil. ponto negativíssimo a Fiat. Falta de respeito sim!

 

Sem Comentários

Insira um Comentário