“Dia da Pizza”: 10 pizzarias de São Paulo para comemorar a data

“Dia da Pizza”: 10 pizzarias de São Paulo para comemorar a data

abre

O fato que o paulistano tem algumas paixões gastronômicas assumidas, não é novidade para ninguém. Entre elas, nós arriscamos a dizer que uma boa pizza esteja no topo desta lista. Pensando nisso, montamos aqui um pequeno roteiro das pizzarias que amamos na terra da garoa.

Bráz

braz

Eleita há alguns meses pelo guia Where To Eat Pizza, do britânico Daniel Young, como a 15° melhor pizza do mundo, a brasileiríssima Bráz faz jus para a menção. O estilo da pizza segue a mais tradicional receita italiana. Servida com massa média e bordas altas, tem os ingredientes selecionados e trazidos especialmente da Itália. Avessa a invencionices, os sabores retratam com simplicidade e primor o melhor da iguaria italiana, como a clássica Margherita, a Castelões (R$ 44, individual, muçarela e calabresa), a Caprese (R$ 44, individual, tomate caqui, muçarela de búfala artesanal e pesto de azeitonas pretas), a Bráz (R$ 43, individual, abobrinha e muçarela, gratinadas com parmesão) e a Favorita (R$ 49, individual, quatro queijos com taleggio, pecorino, cacciocavalo e gorgonzola). Destaque para a Ricota Caseira, com ricota de leite de cabras, mini berinjelas e tomate seco (R$ 49, individual). Leve e supersaborosa. As novidades do menu ficam por conta das sobremesas elaboradas especialmente para a casa pela chef Carole Crema. São elas o Pudim de Pistache, o Mousse de Chocolate, feito com chocolate belga, o Bolo de Tiramissu, o Bombocado, a Torta de Limão Invertida e a Torta de Palha Italiana (de R$ 11 a 18). A boa nova para os apaixonados por pizza é que no mês de maio a unidade de Pinheiros começou a abrir todas as sextas-feiras no almoço com menu executivo a preço fixo, por R$ 35. No valor estão incluídas duas opções de entrada, prato principal (opções de pizza do menu regular, servidas em tamanho individual) e sobremesa.

Fior di Grano

fiori di grano

A pizzaria, ao estilo milanesa, desembarcou no bairro de Moema e já conquistou vários fãs. É inegável a excelente qualidade da pizza e dos ingredientes utilizados no preparo – grande parte deles importados da Itália. O ambiente é um charme a parte, ar jovial, clean e iluminado. Logo na entrada um deck de madeira dá as boas-vindas aos clientes, espaço perfeito para petiscar ou tomar um drinque enquanto espera por uma mesa. Para começar, peça a Burrata Liola (R$ ), com creme de escarola e sal tartufo bianco ou o delicioso e clássico carpaccio (R$ xxxx), fresco e feito por lá mesmo.

A estrela da casa é servida em tamanho individual, ao autêntico estilo do Norte da Itália, com massa fina e supercrocante. O cardápio é enxuto, mas todas as opções valem a pedida. Entre elas, a Tartufona (R$ 73, pomodoro italiano, búfala, funghi porcini, burrata e tartufo d’Alba), a L’ Appassionata (R$ 38, pomodoro italiano, búfala, bresaola, funghi porcini e grana padano) ou a clássica Regina Margherita (R$ 29, pomodoro, búfala, tomate cereja e manjericão). A carta de vinhos oferece poucos rótulos, mas tem uma boa seleção. Quem não quiser ou não puder investir em um dos rótulos da carta, pode pedir pelo vinho da casa em taça ou meia jarra, que também é uma boa opção. De sobremesa, peça pela Pana Cotta com calda de frutas vermelhas (R$ 18), o Mousse de chocolate belga, feito com muito capricho pela mãe de uma das sócias ou o clássico Tiramissú, que não deixa nada a desejar do “vero italiano”. O espaço conta ainda com um charmoso bar de drinques clássicos, como o Aperol Spritz import, Negroni, o italianíssimo Bellini e a caipirinha de frutas vermelhas importada dos Alpes.

Cristal

cristal

 

Conhecida por oferecer a pizza mais fina de São Paulo, a Cristal Pizzaria completa 35 anos com a proposta de oferecer um novo conceito em pizzaria. A casa tem ambiente sofisticado e ao mesmo tempo despojado, dispõe de bar e restaurante com forno a lenha. Além das tradicionais pizzas, é conhecida pela qualidade de sua massa fina e pelo formato individual. Conta, também, com diferentes e saborosas porções de petiscos, grelhados, saladas, sanduíches, além de carta de vinhos, cervejas e cachaças. O menu acaba de ganhar dois novos sabores: linguiça calabresa curada Diavoletti (R$ 69) e Pancetta (R$ 52). Na lista de grelhados a casa oferece novo corte: Copa Lombo, acompanhada de farofa crispy, feita com farinha japonesa panko, famosa por sua incrível crocância.

Carlos Pizza

carlos pizza

A casa é famosa por oferecer pizzas rústicas individuais, que são fermentadas lentamente e cobertas com ingredientes selecionados de forma criteriosa. Essa é a alma da Carlos, que funciona, desde fevereiro de 2015, em uma pequena casa no bairro da Vila Madalena, que possui pé direito alto, luz baixa e clima aconchegante. A massa segue a tradição napolitana: é preparada com farinha importada da Itália e fermentada por 36 horas antes de ser aberta à mão e assada no forno à lenha, o que resulta num centro macio e uma borda crocante. O menu é enxuto e tem bom custo-benefício, coberturas equilibradas, leves e criativas, elaboradas com molhos de tomates frescos e queijos artesanais. O resultado são pizzas únicas, que trazem interpretações próprias de coberturas clássicas, como a Margherita da casa (R$ 39, muçarela de búfala, queijo tulha e azeitonas) ou versões criativas, como a de Cogumelos (R$ 39, pizza branca, sem molho, finalizada com queijo tulha e raspas de limão siciliano). A carta de vinhos oferece rótulos de pequenos produtores selecionados com grande cuidado.

Primo Basílico

primo-basilico

A Primo Basílico mistura tradição e modernidade, unindo técnica aprimorada a ingredientes selecionados, que resultam na fórmula para a pizza perfeita: uma massa crocante por fora e macia por dentro. Em um casa rústica do Jardim Paulista, a pizzaria atrai um a clientela interessada nos discos com diversas opções de recheios e bordas robustas. Além das clássicas, o menu oferece releituras bem interessantes, como a Brigite (R$ muçarela, queijo brie, aspargos frescos e mel) e a de um clássico italiano, a Carbonara (R$ 74, muçarela, panceta, ovos espremidos e mistura de Grana Padano e Pecorino Romano).

Graça di Napoli

pizzaria-graça-di-napolli-21

No burburinho de Santana, zona norte de São Paulo, funciona a pizzaria Graça di Napoli, que oferece pizzas ao estilo de Nápoles. São mais de 50 sabores feitos com massa de preparo artesanal, fermentação longa e natural e um blend de farinhas de grãos especiais italianos e nacionais. Os discos são finos, de bordas aeradas, que proporcionam uma leveza surpreendente para a massa. Na lista das que valem a pedida, a campeã Graça di Napoli (R$ 76, molho pomodoro Italiano, cream cheese, queijo gruyère, baby alcachofra, pasta de alcachofra, lascas de azeitonas pretas e tomate Sweet Grape. Gratinada com parmesão pós-forno e salpicada com salsicha), a Aglio Nero (R$76, molho pomodoro Italiano, muçarela especial, queijo brie, amêndoas laminadas e finalizada com geleia de alho negro pós-forno) e a Porco Preto (R$89, molho pomodoro Italiano, manjericão, funghi, alho fatiado, queijo de búfala tipo Puglia, finalizado com linguiça de Porco Preto Alentejano, salpicada de parmesão). Para acompanhar, uma boa carta de vinhos, de cervejas e azeites especiais para harmonização com as pizzas.

A Tal da Pizza

tal_da_pizza

Em uma badalada rua do Itaim, a Tal da Pizza faz o tipo de pizza fina e crocante, que se come com as mãos. A massa, que tem a receita guardada a sete chaves, ganha coberturas equilibradas na quantidade, em versões tradicionais e mais ousadas. Caso da Italy (R$ 75, individual, muçarela, rúcula temperada com mostarda de Dijon e mel no molho de mostarda em grãos, tomate seco e queijo cottage), a Tal da Pizza (R$ 75, individual, linguiça napolitana da casa, molho de tomate fresco, muçarela e parmesão para gratinar) e a novidade Au Champagne (R$ 108, queijo mascarpone, trufas brancas, flor de sal, semente de papoula e azeite trufado). Esta é para nenhum gourmet botar defeito. De entrada, fique com a brotinho Lemon Pepper (R$42), que leva o mix na massa e na cobertura. Para os intolerantes a glúten (não celíacos!), a casa dispõe de pizzas sem glúten no menu.

Cantina Castelões

casteloes-pizza-mario-rodrigues

Um das pioneiras e mais antigas cantinas e pizzarias da cidade, no bairro do Brás, a Castelões utiliza toda sua tradição familiar no preparo das pizzas. De dia funciona com cardápio típico de cantina italiana, com ótimas massas que servem muito bem duas pessoas, e à noite brilha com as redondas ao estilo di Napoli. Não se impressione pelo antigo salão, que mais parece ter parado no tempo. O lugar conserva letreiro, mesas com toalhas quadriculadas nas cores da Itália e aparência original de sua abertura. Na entrada, uma mesa de antepastos italianos e acepipes dão as boas-vindas aos clientes. Do forno saem redondas com massa grossa e bordas altas. A campeã de pedidos é a pizza que leva o nome da casa, Castelões (R$ 86, molho de tomate fresco e calabresa coberta de muçarela), seguida da tradicional Margherita (R$ 70). Para sobremesa, experimente as raridades italianas, como canoli, sacrapantina e a também tradicional Torta de Ricota (R$ 21).

Veridiana

veridiana-burrata-al-pesto

Com três unidades na capital paulistana, entre elas a belíssima matriz que fica localizada em um antigo casarão na rua que dá nome à pizzaria, no bairro do Higienópolis, a Veridiana é daquelas pizzarias completas. As casas têm todas uma decoração clássica, nas paredes lindos jardins verticais que deixam os ambientes ainda mais charmosos e acolhedores. Na criação das pizzas são cautelosos no preparo da massa, assim como na seleção dos ingredientes utilizados. Um bom começo é a berinjela à parmegiana, frita em fatias e montada com uma generosa quantidade de molho de tomate fresco. Das coberturas mais pedidas, a famosa Napoli in Zucchini (R$ 57, individual, abobrinha laminada no azeite, alho e hortelã ao molho de tomate com creme de ricota), a premiada La Campionissima (R$ 59, individual, preparada com pomodorini colhidos no Vesúvio, ricota fresca e queijo parmesão) e a saborosíssima Napoli in Parigi (R$ 59, individual, shiitake, shimeji, cogumelo paris, azeitonas verdes). Todas as três casas possuem adega climatizada, com uma excelente seleção de rótulos e um bar de drinques para ninguém botar defeito. Vale experimentar uma das caipirinhas da carta. Para completar, o som ao vivo do piano deixa a experiência ainda mais romântica e gostosa.

Speranza

speranza-restaurantes-02

Fundada em1950, no bairro do Bixiga, a pizza de Margherita da Speranza sempre figura na lista das melhores da cidade. A tradicional casa, originária de uma família italiana, também servem suas redondas em uma unidade em Moema. Não deixe de experimentar também a famosa pizza de berinjela, que vem em cubos, cobertos com muçarela. O menu é completado com pastas servidas no melhor estilo italiano. Para começar, peça o tradicional pão de linguiça e de sobremesa, a Pastieira di Grano.

 

 

Sem Comentários

Insira um Comentário