Fórmula 1: Arrivabene reclama da falta de sorte da Scuderia Ferrari

Fórmula 1: Arrivabene reclama da falta de sorte da Scuderia Ferrari

lapresse - casadei -

Começou a choradeira lá na Itália. Maurizio Arribane, o chefão da Scuderia Ferrari, tentou justificar o azar ou “má sorte” da equipe nas última etapa do Mundial de Fórmula com quebras e abandonos nas últimas etapas.

Arrivabene, lembra que as penalizações devido à troca da caixa de câmbio de Sebastian Vettel e a explosão de um pneu, quando o alemão liderava na Áustria, significam que a classificação no Mundial de Construtores é também um reflexo do azar da Ferrari.

000_CP7Y7-1170x400-1467815887

“Temos de continuar focados. Em termos de problemas, má sorte e tudo o que já tivemos, estamos no topo em termos de pontos. Mas espero que este tipo de pontuação acabe e vamos começar a ficar melhor. Mas dizer que desistimos, de modo algum”, salientou o dirigente italiano.

Apesar da pressão da Red Bull, Arrivabene diz que ainda vê a Ferrari como um rival para a Mercedes, em lugar de uma equipe com dificuldades para manter o segundo lugar no Mundial de Construtores. “Acho que a Red Bull tem um grande desempenho, é bom para a Fórmula 1, é bom para a competição, para o espetáculo. Ainda acho que a nosso grande rival   é a Mercedes e não a Red Bull”, concluiu.

 

Sem Comentários

Insira um Comentário