Fórmula Inter, a nova categoria do automobilismo brasileiro

Fórmula Inter, a nova categoria do automobilismo brasileiro

Foto: Rodrigo Aguiar Ruiz

Foto: Rodrigo Aguiar Ruiz

A mais inovadora modalidade do automobilismo brasileiro fez a sua apresentação dinâmica no ECPA – Esporte Clube Piracicabano de Automobilismo, autódromo de Piracicaba (SP). A Fórmula Inter realizou o seu primeiro teste coletivo na Capital do Etanol, combustível que vai movimentar em alta velocidade os monopostos da categoria que entrará na programação do Campeonato Paulista de Automobilismo, administrado pela Federação de Automobilismo de São Paulo (FASP).

“Para nós é motivo de muito orgulho ter chegado até aqui, afinal somos hoje uma excelente opção de desenvolvimento profissional para pilotos e novos profissionais que desejam se dedicar ao automobilismo profissional e que muitas vezes encontram um mercado cada vez mais proibitivo a sua frente. Além disso, iniciamos nossa trajetória apoiados por importantes parceiros estratégicos, que sem dúvida irão somar esforços e valores para que venhamos a ser a maior categoria de fórmula do país”, comemora Marcos Galassi, Diretor Geral da categoria.

Marcos Galassi, Diretor Geral da categoria Foto: Rodrigo Aguiar Ruiz

Marcos Galassi, Diretor Geral da categoria Foto: Rodrigo Aguiar Ruiz

O nome Fórmula Inter é uma homenagem à Interlagos, um dos circuitos mais famosos do mundo. Lugar onde tantos fizeram história, onde tantos sonhos e paixões marcaram para sempre a nossa memória. “É esse lugar que nos inspira e será o berço de muitas outras histórias que ainda vamos contar”, reverencia Galassi.

O carro

Foto: Rodrigo Aguiar Ruiz

Foto: Rodrigo Aguiar Ruiz

O Fórmula Inter foi totalmente projetado e construído no Brasil. Seu projeto de engenharia foi testado, validado e certificado em testes por meio de softwares de simulação, que asseguram o atendimento às melhores normas de segurança, resistência e eficiência torcional. Trata-se de um trabalho combinado, que envolveu as experiências de um dos mais tradicionais construtores de carros de corrida do Brasil, o Sr. José Minelli, somada a dos estudantes de engenharia da FEI, responsáveis pelos projetos dos Fórmula SAE desenvolvidos por aquela instituição, e vencedores de competições internacionais.

Cerca de 95% dos componentes do carro foram desenvolvidos e são produzidos na fábrica da Formula Inter em São Paulo, adotando soluções sustentáveis como combustível etanol e pintura com tinta a base de água.

Foto: Rodrigo Aguiar Ruiz

Foto: Rodrigo Aguiar Ruiz

O carro tem um desenho inovador de grandes dimensões, e sua aerodinâmica foi projetada utilizando os mesmos softwares (Computer Fluid Design) utilizados por uma das principais equipes de Fórmula 1. A carenagem e as asas foram produzidas pioneiramente no Brasil por controle numérico computadorizado (CNC), o que garante qualidade e elevado padrão de acabamento.

Além de ter crash box dianteiro e traseiro, os destaques para a segurança vão para os side pods estruturais em plano inclinado – que evitam que o piloto seja atingido por impacto lateral -, e pelo habitáculo em fibra de carbono e anel de segurança para a cabeça do piloto. O volante é com painel eletrônico “on-board”.

O Fórmula Inter vai utilizar rodas de fabricação própria em magnésio de aro 13 polegadas, com tala 8″ na dianteira e 11″ na traseira, que recebem pneus Pirelli PZero Slick, 225/40 VR13 dianteiros e 265/540 VR13 traseiros.

Foto: Rodrigo Aguiar Ruiz

Foto: Rodrigo Aguiar Ruiz

O Power train é composto por motor 2.0, quatro cilindros, 16 válvulas, injeção direta, que gera 191 hp e torque máximo de 21 kgfm a 6.000 rpm, acoplado a caixa de câmbio produzida pela própria F.Inter com 5 marchas em “h”. A velocidade máxima projetada em Interlagos aproxima-se dos 250 km/h

“Segurança, desempenho, competitividade, aprendizado, profissionalismo e baixos custos são os pilares que nos motivam a criar uma categoria completamente nova, com ideias novas, que refletem todo o potencial que nosso país tem no desenvolvimento do esporte a motor”, enaltece o executivo.

Como Participar

O modelo de participação será o de locação, através de uma organização única, e compreende uma série de entregáveis que vão muito além da disponibilidade do carro propriamente, e serão oferecidos imediatamente no fechamento do contrato para toda a temporada. Trata-se de uma oferta completa para quem quer começar ou permanecer no automobilismo.

Foto: Rodrigo Aguiar Ruiz

Foto: Rodrigo Aguiar Ruiz

Inclusos no pacote estão pneus e combustível necessários ao cumprimento dos treinos oficiais, classificações e corridas, de acordo com o regulamento técnico e desportivo a ser publicado em breve. O valor da locação por prova para a temporada é de R$ 13.990,00 por etapa, para o pacote de 11 etapas.

Sem Comentários

Insira um Comentário