GP Hungria: Hamilton vence e assume a liderança

GP Hungria: Hamilton vence e assume a liderança

289868

Mesmo largando na segunda posição, Lewis Hamilton vence no travado circuito de Hungaroring e confirma que é o favorito ao titulo 

289856

O circuito de Hungaroring onde é disputado o GP da Hungria é um dos mais travados da temporada. Acredito que só ganha das ruas de Mônaco.

289853

Com estas características, o piloto que marca a pole tem quase que 70% da corrida ganha.

Neste fim de semana, a lógica foi quebrada. Isso porque os treinos classificatórios foram confusos. Choveu, a direção da prova interrompeu várias vezes a classificação, aliás, parece que os carros são de vidro e os pilotos de açúcar, e qualquer garoa causa interrupção. Assim nos últimos segundos da classificação, Nico Rosberg não diminuiu em uma bandeira amarela e conseguiu a pole.

Os comissários analisaram a situação e resolveram não punir o alemão. Hamilton reclamou, mas não foi ouvido e deixou pra lá.

Apagadas as luzes vermelhas, o inglês aproveitou-se da tentativa de ultrapassagem dos carros da RBR e assumiu a ponta logo que terminou a primeira curva.

Na liderança, Hamilton usou e abusou das limitações de seu companheiro, o único com carro para ameaça-lo. Abriu distância suficiente para realizar as trocas de pneus e voltar na frente.

289867

Não forçou a unidade de propulsão, ele já usou todas que tinha direito nesta temporada. O planejamento do inglês é de ganhar a próxima corrida, sair de férias e divertir-se no GP da Bélgica, que será disputado dia 28 de agosto. Lá a Mercedes trocará o propulsor e aí o atual campeão perderá 20 posições no grid de largada.

Em uma pista rápida e com vários pontos de ultrapassagem como a de Spa, ele vai dar um show. Pode ter certeza que será uma das provas mais emocionantes do ano.

No mais, o GP húngaro manteve a tradição. Várias voltas com pilotos tentando sem sucesso a ultrapassagem. Kimi Raikkonen (Ferrari), por exemplo, tentou durante 15 voltas superar Max Verstappen (RBR) e não conseguiu.

289862

E os brasileiros? O quase desempregado Felipe Massa (Williams) bateu nos treinos. A equipe remontou o carro, mas não conseguiram acertar. Se Massa precisa mostrar resultados para ter chances de renovar com a Williams, na Hungria ele jogou esta chance no lixo.  Terminou na 18ª posição, atrás do outro Felipe o Nasr da Sauber. Porém, a Sauber sabemos que é deficitária, mas, para 2017 eles têm um investidor que injeta dinheiro no time. A Williams perdeu terreno para a Ferrari e RBR, mesmo assim não é para andar em 18º.

289882

Marcaram pontos no GP da Hungria

289885

  1. Lewis Hamilton
  2. Nico Rosberg
  3. Daniel Ricciardo
  4. Sebastian Vettel
  5. Max Verstappen
  6. Kimi Raikkonen
  7. Fernando Alonso
  8. Carlos Sainz
  9. Valtteri Bottas
  10. Nico Hulkenberg

Mundial de pilotos

  1. Lewis Hamilton- 192
  2. Nico Rosberg- 186
  3. Daniel Ricciardo- 115
  4. Kimi Raikkonen- 114
  5. Sebastian Vettel- 110
  6. Max Verstappen- 100
  7. Valtteri Bottas- 56
  8. Sergio Perez- 47
  9. Felipe Massa-38
  10. Carlos Sainz Jr.- 30

No próximo domingo tem mais, a ultima prova antes das férias, será o GP da Alemanha, circuito de Hockenheim. A Mercedes corre em casa e Nico Rosberg também. O favorito é Hamilton.

Rapidinhas

Corrida sofrida, de novo!

289858

Com problemas no carro, Felipe Massa não pontuou mais uma vez. “Foi uma corrida muito difícil. Durante toda a prova, não conseguimos resolver um problema que começou logo nas voltas antes de eu ir para o grid. Foi um problema hidráulico no volante, que fazia com que o carro ficasse muito pesado nas curvas para a direita e muito leve na esquerda”, afirmou depois da prova.

A culpa é da curva 2

Depois de chegar em segundo e perder a liderança do campeonato, Nico Rosberg explicou o que aconteceu. “A corrida foi decidida na largada. Minha saída não foi ruim, mas foi um pouco pior do que a do Lewis, então ele conseguiu pegar a linha de dentro e Daniel pegou meu vácuo e veio por fora. Eu fiquei sem espaço e tive de tirar o pé. Na curva 2, consegui passar Daniel por fora, mas foi ali que perdi a corrida”. 

Dura realidade

Felipe Nasr até andou bem nos treinos com chuva. Na corrida terminou em 17º. “O desgaste dos pneus e o desgaste físico foram as grandes dificuldades. Acho que foi o dia mais quente do final de semana e, no final da prova, foi ficando difícil com os pneus. O resultado mostrou a nossa realidade”, reclamou o brasileiro.

Sem Comentários

Insira um Comentário