GP Alemanha: Hamilton amplia a liderança

GP Alemanha: Hamilton amplia a liderança

290473

Lewis Hamilton não dá bola pra torcida e vence na casa de seu principal adversário, o companheiro alemão Nico Rosberg

Correndo em casa, Nico Rosberg passou a favorito no GP da Alemanha, após marcar a pole nos últimos segundos do treino classificatório.

290459

O favoritismo terminou no final da primeira curva do circuito de Hockenheim. Ao apagar as luzes vermelhas, Rosberg vacilou, não só perdeu a posição para Lewis Hamilton, como também deixou passar os pilotos da RBR Max Verstappen e Daniel Ricciardo e ainda teve que se safar das Ferraris de Kimi Raikkonen e Sebastian Vettel para terminar a primeira volta na quarta colocação.

290466

Correndo de cara pro vento, Hamilton fez sua parte, distanciou-se dos demais até conseguir espaço para trocar os pneus sem ser incomodado na liderança. Já Rosberg foi até punido em 5 segundos, por forçar ultrapassagem em cima de Max Verstappen na saída dos boxes.

Com esta afirmação, você já deve pensar que a corrida foi morna? Acertou!

Sem grandes emoções, já que a Mercedes voltou a ser um carro de outro planeta, os outros times não conseguem nem disputar as posições intermediárias.

290448

No começo da temporada, a impressão era de que a Ferrari, com o tetracampeão Sebastian Vettel e o campeão Kimi Raikkonen dariam mais trabalho ao time da flecha prateada. Ou a própria RBR em uma etapa ou outra batesse rodas com os atuais campeões. Ledo engano. A temporada foi se desenrolando, a Mercedes evoluindo e as outras marcaram passo. A RBR até evoluiu, já a Ferrari estagnou. E como se não bastasse, dispensou o diretor-técnico James Allison. E agora o que acontece até o final da temporada? Seja lá quem for contratado, pensará no carro para o ano que vem. Este ano, o time vermelho continua brigando na quarta, quinta e sexta posição.

Pior sorte tiveram os Felipes brasileiros. Massa da Williams afunda com o time. Prova disso é que até Valtteri Bottas, que foi cotado para a Ferrari, anda pra trás. Na Alemanha, Massa abandonou e Bottas foi o nono colocado. O carro não anda mais e o brasileiro perdeu a vontade. Ele não fala que espera a aposentadoria, mas lá no fundo, não vê a hora de tudo terminar e sair com a desculpa de que não arrumou equipe para continuar.

290515

E Nasr pegou a Sauber combalida. Sem dinheiro, profissionais e estrutura. Levou o que tinha do Banco do Brasil e tem que se contentar com as últimas posições.

290446

Para o ano que vem, o time foi comprado por um grupo de investidores suíços, mesma nacionalidade do outro piloto Marcus Ericsson. Adivinha de quem é a prioridade na renovação?

Corremos o risco de em 2017 não ter brasileiro largando na F-1.

Marcaram pontos no GP da Alemanha

290499

  1. Lewis Hamilton
  2. Daniel Ricciardo
  3. Max Verstappen
  4. Nico Rosberg
  5. Sebastian Vettel
  6. Kimi Raikkonen
  7. Nico Hulkenberg
  8. Jenson Button
  9. Valtteri Bottas
  10. Sergio Perez

Mundial de pilotos

  1. Lewis Hamilton- 217
  2. Nico Rosberg- 198
  3. Daniel Ricciardo- 133
  4. Kimi Raikkonen- 122
  5. Sebastian Vettel- 120
  6. Max Verstappen- 115
  7. Valtteri Bottas- 58
  8. Sergio Perez- 48
  9. Felipe Massa-38
  10. Nico Hulkenberg -33

 

A F-1 entrou em férias. Os carros voltam pra pista dia 28/08 no rápido circuito de Spa-Francorchamps na Bélgica.

Até lá, Lewis Hamilton vai ser visto em várias baladas, esquiando se esbaldando como líder da competição. Enquanto que Nico Rosberg estará recluso pensando o que fazer para reverter a situação e ainda ter chances de chegar ao titulo.

Rapidinhas

Largada decisiva

Na largada Hamilton pulou na frente e não deu chance para os outros adversários. Durante a entrevista coletiva ele agradeceu os engenheiros. “Que grande largada, meus engenheiros fizeram um grande trabalho e o carro estava muito bem equilibrado. Minhas largadas têm sido inconsistentes e tenho tentado entender o que está acontecendo, então foi bom ter dado certo. Depois da largada foi só cuidar do motor e acho que fizemos um bom trabalho nesse sentido”, afirmou o vencedor.

Decadência

290433

A Ferrari terminou na quinta e sexta posição e viu a RBR pular para o segundo lugar no campeonato de construtores. Sebastian Vettel parece que já jogou a toalha. “Ficamos um pouco mais para trás do que esperávamos. O ritmo não era ruim, mas não era bom o bastante. Talvez os demais tenham melhorado e nós tivemos dificuldade com o equilíbrio, o carro estava escorregando muito”.

Segunda metade da temporada

Felipe Massa sofreu uma pancada de Jolyon Palmer da Renault logo na largada e teve a corrida comprometida. “O carro ficou inguiável a partir daquele momento até quando resolvemos abandonar. Ainda precisamos descobrir o que aconteceu, mas é uma pena acabar a corrida assim, logo depois da primeira volta. Vamos nos concentrar para fazer a segunda metade do campeonato melhor do que foi até agora”, afirmou o brasileiro.

Sem Comentários

Insira um Comentário