Salão de Paris: tecnologias Magneti Marelli marcam presença nos lançamentos de modelos super esportivos

Salão de Paris: tecnologias Magneti Marelli marcam presença nos lançamentos de modelos super esportivos

109925_5933_big_MagnetiMarelli1

A Magneti Marelli, uma das principais empresas de autopeças do mundo e com importante participação na indústria automotiva brasileira, marca presença nas mais recentes novidades apresentadas no Salão do Automóvel de Paris, o “Mondial de l’Automobile”. Tecnologias desenvolvidas pela sistemista foram adotadas em diversos previews em todos os segmentos, com destaque para os super esportivos, demonstrando assim a vasta gama de soluções que a empresa pode oferecer aos fabricantes de automóveis espalhados pelo globo.

Depois de equipar a Ferrari LaFerrari em 2013, a Magneti Marelli foi escolhida para fornecer o powertrain híbrido para a nova versão “aberta” do supercarro de Maranello. A Ferrari LaFerrari Aperta adota o sistema HY-KERS, que desenvolve uma potência total de 963 CV, gerados por um motor a combustão interna Ferrari V12 aspirado de 6,3 litros, capaz de fornecer 800 CV, e pelos dois motores elétricos Magneti Marelli (um principal e uma para os sistemas auxiliares), que entregam uma potência de pico de 120 kW (163 CV). A Magneti Marelli também fornece as tecnologias empregadas na iluminação com Bi-Xenon de alta intensidade e luzes LED, além de 10 unidades de controle eletrônico dedicados ao gerenciamento das funções normais do veículo, incluindo faróis, computador de bordo, atuador elétrico para o coletor de admissão, unidade de controle eletrônico da caixa de câmbio de dupla embreagem, módulos das portas do motorista e do passageiro e o sistema Superlift que, graças a atuadores hidráulicos, aumenta a distância em relação ao solo para permitir a transposição de lombadas e pequenos obstáculos.

Ainda no segmento de alto desempenho, a Magneti Marelli fornece tecnologia de iluminação para modelos Mercedes e Porsche. O novo Mercedes-Benz AMG GT e GT-R recebe os faróis de LED totalmente adaptáveis, e o novo Porsche Panamera adota luzes traseiras LED exclusivamente projetadas e criadas pela unidade Automotive Lighting.

Diversos modelos presentes na mostra da cidade luz também são equipados com tecnologia Magneti Marelli. Inovações importantes para a FCA, que adotou tecnologias de Powertrain para a Alfa Romeo Giulia Veloce 2.0 Turbo a gasolina com 280 CV e 2.2 Turbo Diesel com 210 CV. Além disso, a empresa também fornece os faróis halógenos e xénon, lanternas traseiras LED, sistema de infotenimento dotado de tela TFT de 8.8 polegadas com acabamento “black piano” e peças para sistemas de escape e suspensão.

Outros exemplos são os novos Audi A5 e Q5, que fizeram a sua estreia em Paris e que oferecem uma ampla gama de faróis, incluindo o Bi-Xenon 25watt, LED e sistemas de matriz de LED, equipados com LEDs independentes que harmonizam, em tempo real, a intensidade da luz produzida de acordo com a velocidade e o tipo de terreno. A Magneti Marelli também fornece os painéis de instrumentos com mostradores digitais e analógicos do Audi A5 e os modelos Q5. Tecnologia de iluminação também pode ser encontrada no Peugeot 3008 e 5008 (luzes traseiras LED) e nos Renault Megane Station Wagon e Clio, que são equipados com lanternas traseiras Magneti Marelli (e também faróis no Clio).

Sistemas eletrônicos Magneti Marelli foram adotados por vários modelos, começando pelo BMW i3 revitalizado, que adota um sistema de infotenimento que se comunica com “sistema” do veículo para monitorar e informar o nível de carga das baterias. Todas as informações estão disponíveis em uma grande tela sensível ao toque. Sistemas de infotenimento Magneti Marelli também são adotados pelo BMW Série 3 GT. Os novos SUV Peugeot 3008 e 5008 recebem o “i-Cockpit” com 12” e um sistema de infotenimento com tela de 8″, ambos com a tecnologia TFT (Thin Film Transistor), onde são projetadas informações fornecidas pelo veículo e pelo sistema de infotenimento. O painel de instrumentos pode ser reconfigurado e vem com tecnologia 3D. O Citroën C3 é montado com a caixa telemática (T-BOX), tecnologia que abre o caminho para novos modelos de mobilidade, de acordo com critérios de segurança, sustentabilidade e novas tendências na legislação (eCall).

Na área do Powertrain, a tecnologia Magneti Marelli foi escolhida pelo grupo PSA para o corpo de borboleta do novo Citroën C3, Peugeot 3008 e Peugeot 5008. No grupo Volkswagen, corpos de borboleta também foram adotados pelos Skoda Kodiaq e pelos Audi A5 Sportback e Q5.

A Magneti Marelli também fornece unidades de controle e kits hidráulicos para as novas aplicações para os câmbios de dupla embreagem, ou DCT (Dual Clutch Transmission), presentes no Fiat 500X 1.6 Multijet, Fiat Tipo 1.6 diesel e no Jeep Renegade 1.6 diesel (com o exclusivo sistema DDCT com disco duplo de embreagem a seco).

A unidade sistemas de suspensão marca presença nos modelos Skoda Kodiaq, Suzuki SX4 S-Cross e Sistemas de Suspensão e Amortecedores no BMW Série 3 GT e Citroën C3.

 

Sem Comentários

Insira um Comentário