Serviço: os cuidados com seu carro antes de uma viagem

Serviço: os cuidados com seu carro antes de uma viagem

viagem_carro

As férias se aproximam e para driblar as dificuldades econômicas, uma das estratégias utilizadas pelos brasileiros é a substituição de viagens, antes realizadas de avião, por rotas mais curtas feitas de carro.  Para que não haja contratempos com o veículo é fundamental uma revisão no automóvel, por isso, David Fernandes, supervisor de franquias da Bono Pneus – rede com mais de 20 anos de mercado e única franquia multimarcas de pneus – preparou uma lista com 10 itens que devem ser checados antes de se pegar a estrada:

  1.  Pneus
    Todos os pneus devem ser inspecionados, inclusive o estepe, se houver algum pneu com problemas como bolhas, desgaste acentuado ou irregular, este pneus deve ser substituído imediatamente, pois não apresenta um nível de segurança aceitável para a viagem. Deve-se checar a pressão dos pneus e atentar à quantidade de passageiros e bagagem que o carro irá carregar, pois quase todos os modelos exigem pressões diferentes para estas condições.
  1. Rodas
    Faça uma análise visual nas rodas, em caso de rodas amassadas, enferrujadas ou trincadas, deve ser feito o reparo ou em algumas situações a substituição da roda.

      3.Triângulo, macaco e chave de roda
Verifique se estes itens estão no veículo e se estão em condições de uso.

  1. Alinhamento da suspensão e balanceamento das rodas
    A realização destes serviços se faz necessário, pois seus sintomas costumam aparecer somente em velocidades mais altas, como por exemplo, vibrações ao volante e o carro puxando para um dos lados, geram muito desconforto durante a viagem.
  2. Barulhos na suspensão
    No caso de rangidos, batidas secas ou barulho como se fosse algo frouxo devem ser verificados, muitas vezes são folgas ou defeitos em peças que garantem uma boa dirigibilidade e estabilidade do veículo.
  3. Fluidos
    Para evitar falhas no motor, no sistema de freios e no câmbio durante a viagem é importante checar o nível e a validade de todos os fluidos e filtros dos veículos. Verificar possíveis vazamentos no líquido de arrefecimento, óleo do motor e transmissão, fluido de freio, direção hidráulica e embreagem. Se o prazo de troca de filtros e fluidos estiver próximo, não há mal em adiantá-lo.
  4. Sistema elétrico
    Confira se as lanternas, faróis e piscas estão funcionando corretamente e se não há lâmpadas queimadas.
  5. Sistema de limpeza dos vidros
    Verifique o funcionamento dos limpadores e desembaçadores, confira o nível do reservatório de limpeza e o estado das palhetas. Limpe bem os vidros, pois a sujeira reflete luz e dificulta a visão.
  1.  Freios
    Faça uma revisão completa em todo o sistema de freio, dianteiro e traseiro, garantindo que todos os componentes estejam em perfeito funcionamento. A troca do fluído de freio deve ser feita de tempos em tempos conforme recomendação das montadoras, que pode ser feita a partir de 10.000 km ou dois anos.
  2. Correia dentada
    A substituição preventiva desse elemento, segundo os fabricantes, deve ser efetuada (em média) a cada 50 mil km. Mas uma verificação em cada 15 mil km pode apontar trincas e desgastes indicando a necessidade de troca. O rompimento desta peça pode danificar gravemente o motor.

A recomendação é realizar as verificações a cada 10.000 km ou quando for identificado algum sinal de falha. Fernandes também explica que existem dois tipos de manutenções: a corretiva e preventiva. “A corretiva consiste em substituir peças ou componentes que se desgastaram ou falharam e que levaram o veículo a uma parada. A preventiva é aquela que indica as condições reais de funcionamento das peças com base em dados que informam o seu desgaste ou processo de degradação. A manutenção preventiva além de ser a mais recomendada é sem dúvidas a mais barata”.

Para ajudar os motoristas, as lojas da Bono Pneus estão equipadas e preparadas para realizar as revisões necessárias antes de uma viagem, todos os serviços feitos nas unidades contam com revisões programadas com 30, 60 e 90 dias a partir da data de execução dos serviços

Sem Comentários

Insira um Comentário