Vijay Mallya, o “dono” da Force India, preso em Londres por fraude

Vijay Mallya, o “dono” da Force India, preso em Londres por fraude

Não é só no Brasil que há problemas de fraude. E, na Fórmula 1, aparece um caso de polícia! O indiano Vijay Mallya, o “dono” da Force India, foi detido esta terça-feira, 18 de abril, em Londres, no seguimento de um pedido da Índia para extraditar o proprietário da equipe de Fórmula 1 para o país natal de acordo de extradição com o Reino Unido.

Vijay, 61 anos, é acusado de fraude e conspiração na India graças a um empréstimo à sua antiga companhia de aviação Kingfisher, que faliu em 2012. “Os agentes da Unidade de Extradição da Polícia Metropolitana esta manhã, terça-feira 18 de abril detiveram um homem cumprindo um mandado de extradição”, confirmou a polícia londrina em comunicado. “Vijay Mallya, de 61 anos (18/12/1955) foi detido a pedido das autoridades indianas em relação a acusações de fraude. Foi detido depois de se ter deslocado à central da polícia em Londres, e compareceu diante de magistrados de Westminster”, diz o mesmo comunicado.

Mallya viu o seu passaporte diplomático revogado em abril de 2016 e um mandato de prisão em seu nome, e desde então reside no Reino Unido. A última vez que Mallya foi visto em público na Fórmula 1 foi no GP da Grã-Bretanha de 2016. No ano passado, Mallya garantiu que não tinha “nada a esconder” sobre aquilo que considerava uma “caça às bruxas” contra ele na Índia.

 

Sem Comentários

Insira um Comentário