Avaliação: Honda Civic Geração 10 Touring 1.5 Turbo

Avaliação: Honda Civic Geração 10 Touring 1.5 Turbo

Um dos modelos mais esperados para avaliação de Super Top Motor é o Honda Civic Geração 10 Touring 1.5 Turbo. O “barato” do modelo é seu o motor 1.5 Turbo, de 173 cv que conta com a tecnologia de turbocompressor com injeção direta, oferecendo desempenho, equivalente ao de motores de alta cilindrada, aliado a um baixo consumo de combustível e baixa emissão de poluentes. Trata-se do primeiro motor turboalimentado da Honda comercializado no País.

Apresentado em julho e lançado oficialmente em agosto de 2016, o Honda Civic Touring 1.5 Turbo é um belo carro que, ao que tudo indica, caiu no gosto do público. O acumulado de vendas, até o mês de abril, mostra que cerca de 10 mil unidades foram comercializadas da família Civic e, 2,5 mil unidades da versão Touring 1.5 Turbo.

Seus traços marcantes são complementados e acentuados por detalhes de design como os vincos elegantes que percorrem a carroceria, a dianteira angulosa e agressiva e os arcos de rodas destacados. O desenho de capô elevado define as linhas de caráter da nova dianteira que segue a identidade visual Solid Wing Face, destacando o emblema Honda no centro da moldura cromada (black piano na versão Sport) em forma de asa e margeado pelos novos faróis com iluminação totalmente em LED.

As dimensões do Honda Civic Touring 1.5 Turbo são as de um sedã médio: 4.637 mm de comprimento; 2.700 mm de distância entre eixos – o que garante mais espaço para pernas e ombros para cinco ocupantes; 1.799 mm de largura; 1.433 mm de altura e capacidade do porta-malas de 519 litros.

 

O interior completamente novo do modelo foi desenhado para combinar com a modernidade e a sofisticação do exterior e proporcionar conforto ampliado, aliado ao uso de tecnologias e materiais de alto padrão. O Honda Civic Touring 1.5 Turbo eleva o nível interno a um novo patamar. Compostos de alta qualidade, macios ao toque, são usados com abundância – no painel de instrumentos, laterais de porta, forro de teto e no largo console central. Além disso, o acabamento e encaixe das peças recebeu atenção especial para reforçar o aspecto superior desta nova geração.

O novo motor 1.5 de quatro cilindros em linha do Civic possui um bloco de baixo peso em alumínio fundido com mancais individuais reforçados para reduzir o peso. Camisas de cilindro em aço fundido proporcionam alta durabilidade. Cada parte do virabrequim de aço forjado de baixo peso foi micropolido para reduzir o atrito interno.

Para reduzir o consumo, emissões e aumentar a potência, o motor turbo utiliza válvulas de escapamento preenchidas com sódio. Uma câmara dentro da válvula contém sódio que favorece o resfriamento da válvula. Por conta deste sistema, não há a necessidade de uma mistura mais rica de combustível, normalmente adotada em motores turbo para ajudar a resfriar a válvula de escapamento. Essa mistura mais pobre de combustível reduz a emissão de poluentes, o consumo e ajuda a aumentar a potência.

O motor Turbo do Civic traz controle de variação de tempo de abertura de válvulas (VTC ou Variable Valve Timing Control), que pode variar tanto o tempo de abertura das válvulas de admissão como as de escapamento, de forma independente. Com os comandos de abertura variáveis do motor Turbo, é possível otimizar o comportamento do motor para várias condições de direção.

 

A versão Touring, equipada com o motor 1.5 Turbo traz uma evolução da transmissão CVT. Ela é baseada na transmissão que equipa o Accord com motor de quatro cilindros, comercializado nos EUA. Uma nova geração da lógica G-Design de troca de relações ajuda na aceleração e proporciona uma sensação de condução mais familiar. O novo design da turbina com duplo amortecedor usada para o conversor de torque possibilita um controle maior e ajuda a diminuir o retardo do turbocompressor quando o veículo é acelerado.

A transmissão pode ser utilizada em três diferentes modos totalmente automáticos, selecionáveis através da alavanca montada no console. O modo D é ideal para a maioria das situações de condução e combina eficiência no consumo com funcionamento suave e respostas potentes quando necessário. O modo S proporciona uma condução mais voltada à performance e apresenta um mapeamento da transmissão mais agressivo para manter a rotação do motor mais alta, obtendo melhor aceleração e respostas mais rápidas.

Dirigir o Honda Civic Touring 1.5 Turbo é mesmo uma grata satisfação. Você tem a impressão que está pilotando um esportivo. Para permitir que o motorista altere a operação do CVT, a alavanca de câmbio localizada no console inclui um modo “S”, ou esportivo, com um escalonamento esportivo que retarda as trocas para cima para utilizar mais potência e proporciona também maior efeito de frenagem pelo motor. Há ainda a possibilidade de se simular trocas de marchas com relações pré-estabelecidas por meio de paddle-shifts atrás do volante.

No posto de comando do novo Civic, o motorista encontra uma posição baixa, mas bem encaixada ao volante do carro que teve o capô rebaixado para ampliar o campo de visão. Segundo a Honda, melhorar a visibilidade era uma das prioridades no novo projeto, que também reduziu o tamanho das colunas A, aumentando o ângulo de visão frontal para 84,3º. Essas são só algumas das melhorias alcançadas graças a aplicação de uma nova arquitetura modular, mais leve e rígida. Faltou só o preço do Honda Civic Touring 1.5 Turbo: R$ 124.900.

 

Texto e avaliação: Joka Finardi

Fotos: Edu Nabuco

Filme: WTM-Drone

Sem Comentários

Insira um Comentário