Livros: Herman Melville, o rei da “Literatura do Absurdo”

Livros: Herman Melville, o rei da “Literatura do Absurdo”

Célebre na literatura do absurdo e autor do sucesso Moby Dick, Herman Melville escreveu o conto “Bartleby”, lançado pelo selo Via Leitura, da Edipro. Uma das primeiras obras a utilizar a técnica literária que introduz elementos incoerentes no texto com objetivo humorístico ou existencialista – que rendeu obras como A metamorfose, de Kafka.

A obra foi publicada pela primeira vez em 1853, na revista americana Putnam’s Magazine, e teve sua primeira edição em livro apenas em 1856.

O conto é narrado por um respeitado advogado – não nomeado – de Nova York, que contrata o escrevente Bartleby para o seu escritório. O jovem apresentava um temperamento calmo e se mostrava bastante eficaz. Porém após um tempo, o advogado pede para ele revisar um texto, mas foi surpreendido pela frase que se tornou um mantra: “eu preferiria não fazer”. A cada tarefa designada ao novo funcionário, essa era a resposta.

Porém, o advogado estava fascinado pela melancolia de Bartleby, incapaz de despedi-lo, transita entre a busca de algum meio de se livrar do jovem e a necessidade de compreendê-lo.

Nesta obra, Melville demonstra com maestria como constrói um personagem niilista e, ainda, mostra a potência do “não”.

“Bartleby”,  lançado pelo selo Via Leitura, da Edipro, ao longo das décadas, tornou-se um dos mais populares da literatura norte-americana, tendo influenciado escritores como Albert Camus e Enrique Vila-Matas, além de receber adaptações para o cinema e para o teatro.

Ficha técnica:

Gênero: Literatura/Conto

Editora: Via Leitura (Edipro)

Preço: R$ 24

ISBN: 9788567097398

Edição: 1ª edição, 2017

Tamanho: 14×21

Número de páginas: 80

 

Sem Comentários

Insira um Comentário