Avaliação: a versátil e aventureira Yamaha Crosser 150 ED

Avaliação: a versátil e aventureira Yamaha Crosser 150 ED

No dia 01 de julho deste ano, a Yamaha Motor completou 62 anos de história e competência. Com seu slogan mundial “Revs Your Heart” que traduzido diz que a Yamaha acelera seu coração é a mais pura verdade desde 10 dias após seu lançamento no ano de 1955 onde a Yamaha venceu a 3ª corrida de subida do Monte Fuji e varreu os primeiros lugares nas competições que se sucederam até o ano seguinte no Japão, quando passou a participar e destacar-se também em competições internacionais.

Para celebrar mais este ano de aniversário, vamos fazer uma bateria de avaliações dos modelos disponíveis na gama de motocicletas da marca, iniciando com a versátil e aventureira Crosser 150 ED já vencedora de vários prêmios da categoria.

Hoje a Yamaha oferece uma gama completa para seus clientes com motocicletas para todos os usos e estilos, das mais nervosas até as mais estilosas scooters.

Se você ainda não conhece todos os modelos, veja abaixo a extensa linha:

Scooter: Neo 125cc, Nmax 160cc

Street: Factor 125cc e 150cc, Fazer 150cc e 250cc, MT-03 321cc, YZF-R3 321cc, XJ6 600cc, MT07 689cc, MT09 850cc e MT09 Tracer 846cc

On e Off Road: Crosser 150cc, Lander 250cc, Ténéré 250cc, XT 660cc e Super Ténéré 1200cc

Off Road: YZ 250cc, TT-R 230cc, WR 250cc e YZ 450cc

Mencionamos apenas o modelo e a cilindrada, mas vários modelos acima ainda conta com derivações, como por exemplo na gama off road que temos YZ 250, YZ 250 FX e a YZ 250 F, cada uma com montagem diferente visando atender todo tipo de uso. Quem ganha com isso é o cliente, pois pode escolher a moto já na configuração que mais lhe atende, resultando em economia na personalização no pós compra.

A motocicleta avaliada é a Crosser e podemos afirmar que é uma excelente escolha quando o objetivo é “versatilidade e economia”. Estes dois atributos são os principais deste modelo que anda bem na estrada de asfalto, terra e também lama. Na cidade ainda melhor. O usuário deste modelo é bem atendido no quesito conforto, já que conta com suspensões de longo curso, sendo na dianteira 180 mm e na traseira de 150 mm. Na traseira ainda conta com suspensão monocross com link, garantindo progressividade na ação do amortecedor.

Para maior conforto do piloto, na versão ED o guidão ainda é ajustável. Neste caso o proprietário não precisa trocar o guidão ou se adaptar a ele, basta ajustá-lo mais próximo ou distante em relação ao piloto.

Com freio a disco na dianteira, traz ainda mais agilidade, segurança e conforto na pilotagem, principalmente quando utilizada no off road. E por falar em off road,  nosso campo de provas para esta avaliação foi a serra da Mantiqueira, onde enfrentamos caminhos dentro de uma fazenda nada fáceis de superar, principalmente pela falta de estrada e subidas íngremes.

O motor da Crosser é de 150cc Blueflex, que entrega pouco mais de 10 cv de potência, com pistão forjado em alumínio e injeção eletrônica. Em alguns momentos senti que faltaria força do motor para vencer as subidas, mas bastava subir um pouco mais o giro que o motor respondia rápido e superava todas as subidas.

Os itens de série que ajudaram bastante no percurso, foram os pneus Tourance da Metzeler para uso misto. Esta escolha acertada da Yamaha, mostra o quanto o produto foi bem planejado, pois mesmo que a pessoa que compre uma motocicleta desta não tenha a intenção de rodar em estrada de terra, eles são muito bons também para grandes centros urbanos como São Paulo, além dos dias de chuva, pois com mais espaçados, garantem maior dissipação da água e conseqüentemente maior aderência.

O painel conta com função ECO, conta-giros analógico e LCD digital, relógio, indicador de combustível, hodômetro parcial e total, tudo simples e de fácil leitura.

O design agrada a maioria, mas seu pára-lama dianteiro é muito próximo a roda, podendo quebrar com facilidade no uso off road.

Em resumo, esta motocicleta brilharia na garagem de Super Top Motor pelo investimento de R$ 11.700.

 

Texto e fotos: Flávio Verna

Sem Comentários

Insira um Comentário

0Shares