Grupo PSA assume as operações da Opel e Vauxhall

Grupo PSA assume as operações da Opel e Vauxhall

Foi finalizada a venda, pela General Motors, da Opel Automobile GmbH e de suas marcas Opel e Vauxhall ao Grupo PSA. “É um dia histórico”, declarou o CEO da Opel GmbH, Michael Lohscheller. “Estamos orgulhosos de integrar o Grupo PSA, abrindo um novo capítulo de nossa história depois de 88 anos passados com a General Motors. Continuaremos a disponibilizar para todos a tecnologia “made in Germany”. Com o compartilhamento de nossas forças, poderemos transformar a Opel e a Vauxhall e tornar suas atividades rentáveis e autofinanciadas. Fixamos claramente o objetivo de reestabelecer a rentabilidade em 2020. ”

Estamos assistindo hoje ao nascimento de um verdadeiro campeão europeu”, destacou o Presidente Mundial do Grupo PSA, Carlos Tavares. “Ajudaremos a Opel e a Vauxhall a resgatar sua rentabilidade e desejamos estabelecer juntos novas referências para a indústria. Vamos dar vazão ao potencial dessas marcas emblemáticas e ao imenso potencial dos talentos que as compõem. A Opel continuará a ser alemã, a Vauxhall continuará a ser britânica. Elas estão em total adequação com nosso portfólio atual de marcas francesas – Peugeot, Citroën e DS Automobile. ” A participação no mercado do Grupo PSA passa a ser de cerca de 17% na Europa, fazendo dele o segundo fabricante de automóveis europeu, ocupando o primeiro ou o segundo lugar nos principais mercados.

Tal como garantido no acordo assinado em março, todos os direitos dos funcionários à codeterminação serão preservados.

A equipe de direção da Opel/Vauxhall vai elaborar um plano para o futuro dentro dos próximos 100 dias. “Estamos ansiosos em elaborar esse plano, com a ajuda do Grupo PSA e, evidentemente, em colaboração com nossos parceiros do Comitê Central de Empresa e das organizações sindicais”, declarou o CEO da Opel, M. Lohscheller. As sinergias no âmbito do Grupo PSA, em matéria de compras e de desenvolvimento, por exemplo, terão um papel fundamental. Com a nova entidade será possível obter economias de escala e sinergias consideráveis na área de compras, de fabricação e de P&D, estimadas em 1,7 bilhão de euros anuais. O objetivo é gerar um fluxo de caixa livre operacional positivo em 2020, assim como uma margem operacional de 2% em 2020 e de 6% em 2026.

O início dessa nova era traz consigo importantes mudanças nos cargos de direção. “Tenho o prazer de anunciar que minha equipe de direção será integrada por quatro novos membros”, declarou o CEO, M. Lohscheller:

– Christian Müller, que entrou na Opel em 1996, onde é atualmente Vice-Presidente Global de Sistemas de Propulsão, substitui William F. Bertagni como Vice-Presidente de Engenharia. Ele terá a responsabilidade de integrar a engenharia e os grupos motopropulsores em um único departamento.

– Remi Girardon, atualmente Vice-Presidente Sênior de Estratégia Industrial do Grupo PSA, substitui Philipp R. Kienle no cargo de Vice-Presidente Industrial.

– Philippe de Rovira, atualmente Controller do Grupo PSA, passa a ser o novo CFO da Opel, no lugar de Michael Lohscheller.

– Michelle Wen, Diretora de Supply Chain Management Network da Vodafone Procurement, integrará a equipe de direção da Opel em 1º de setembro e substituirá Katherine Worthen, atualmente Vice-Presidente de Compras e Supply Chain. Todas as outras nomeações terão efeito imediato.

Agradecemos a Katherine Worthen, William F. Bertagni e Philipp Kienle por sua contribuição à Opel/Vauxhall e desejamos-lhes muito sucesso na continuidade de suas carreiras na General Motors”, declarou o CEO da Opel, M. Lohscheller. “E damos as boas-vindas a Michelle Wen, da Vodafone, e a Remi Girardon e Philippe de Rovira, do Grupo PSA. Fico muito feliz em trabalhar com esses novos membros, que consolidarão o potencial de nossa equipe de direção. ”

Michael Lohscheller prevê futuramente uma estrutura de gestão mais enxuta, inclusive em termos de colaboradores diretos. “Estamos reduzindo a complexidade e aumentando a velocidade e a agilidade”, declarou M. Lohscheller. “Estou muito feliz por construir o próximo capítulo da história da Opel/Vauxhall em colaboração com a nova equipe de direção e conduzir nossa empresa rumo a um futuro promissor. Os acionistas e os funcionários não serão os únicos a se beneficiar com o fortalecimento das marcas Opel e Vauxhall – nossos clientes também. ”

O Grupo PSA e a Opel/Vauxhall já colaboram desde 2012, no âmbito de uma cooperação que inclui, até agora, quatro veículos da Opel. O primeiro modelo, o Opel Crossland X, está disponível na rede de concessionárias desde o final de junho. O Opel Grandland X SUV, na categoria imediatamente superior, será disponibilizado no outono. O sucessor dos veículos utilitários leves Opel Combo estará no mercado no próximo ano, e a nova geração do modelo mais vendido, o Opel Corsa, será lançada em 2019.

A Opel/Vauxhall e o Grupo PSA continuarão a colaborar com a General Motors no futuro. Além do desenvolvimento na área da propulsão elétrica, as fábricas da Opel continuarão a produzir veículos para as marcas Buick e Holden da GM.

Paralelamente, a aquisição das atividades europeias da GM Financial está em andamento, sujeita à validação das diferentes autoridades de regulação, e está prevista para o segundo semestre de 2017.

 

Sem Comentários

Insira um Comentário